PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Huachipato negocia com o Santos por Soteldo; veja detalhes

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

20/10/2020 14h08

O Santos negocia com o próprio Huachipato, do Chile, por Yeferson Soteldo. A oferta inclui o perdão da dívida, o fim do imbróglio na Fifa e a permanência do camisa 10 até fevereiro. O interesse foi inicialmente publicado por A Tribuna.

De acordo com a apuração da Gazeta Esportiva, o Huachipato oferece 1 milhão de dólares (R$ 5,6 milhões), 10% de futura a venda retiraria a queixa no TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) por dois débitos do Peixe. As condições ainda estão sendo negociadas.

Em 2019, o Alvinegro prometeu pagar 3,5 milhões de dólares (R$ 12,7 mi, à época) ao Huachipato por 50% dos direitos econômicos de Soteldo. E não pagou. No início deste ano, o Atlético-MG ofereceu 12 milhões de dólares (R$ 51,4 mi, à época). O presidente afastado José Carlos Peres não vendeu, renovou o contrato e ainda ficou de transferir 6 milhões de dólares (R$ 25 mi, à época) pelos outros 50% dos direitos econômicos. E não honrou com um real sequer.

Com essa oferta atual, o Huachipato acabaria com todas essas pendências e mandaria 1 milhão de dólares ao Santos, além de emprestar Soteldo até o fim do Campeonato Brasileiro e deixar um percentual de venda futura.

O Huachipato entende que pode receber mais com uma venda de Yeferson Soteldo à Europa em relação ao que o Santos deve. E vê "valorização natural" do venezuelano nas retas finais de Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e, principalmente, Libertadores da América.

O Peixe analisa as condições do Huachipato com o presidente Orlando Rollo e o superintendente de esportes Felipe Ximenes, além de Walter Schalka, associado, empresário e apoiador de Andrés Rueda na eleição de dezembro. Schalka auxilia na tentativa de acordo com os chilenos, assim como fez com o Hamburgo, da Alemanha, no débito de Cleber Reis.

Essa proposta do Huachipato deve ser apresentada ao Conselho Deliberativo em reunião nesta quarta-feira, assim como a do Al Hilal, da Arábia Saudita, de 7 milhões de dólares (R$ 39 mi). Como o Santos vive período eleitoral, os conselheiros precisam aprovar qualquer contratação ou venda.

Desportivamente, a possibilidade do Huachipato agrada mais a Soteldo. Ele terminaria a temporada no Santos e teria a possibilidade de ir para a Europa em janeiro. O venezuelano pediu muito alto ao Hilal pois tem receio de migrar para a Arábia Saudita.

Diante de todas essas indefinições, Yeferson Soteldo está relacionado para a partida do Santos contra o Defensa y Justicia nesta terça-feira, às 19h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela sexta e última rodada da fase de grupos da Libertadores da América. Caberá ao técnico Cuca definir pela participação do meia-atacante.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Futebol