PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Vice-presidente do Galo contesta arbitragem após derrota e dispara contra Gaciba

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

19/10/2020 23h31

A 17ª rodada foi agitada no assunto arbitragem, e ganhou mais um capítulo na noite desta segunda-feira. Depois da derrota de virada para o Bahia, o vice-presidente do Atlético-MG, Lásaro Cândido da Cunha, usou as suas redes sociais para reclamar da atuação da equipe de arbitragem no Pituaçu.

Na publicação, o diretor admitiu que o time atleticano pecou ao desperdiçar as oportunidades que criou no jogo, mas fez reclamação incisiva sobre um possível pênalti não marcado. Além disso, Lásaro direcionou mensagem dura para Leonardo Gaciba, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF.

"Poderíamos ter feitos muitos gols no primeiro tempo (incompetência nossa). Mas houve pênalti claro e não marcado estranhamente pelo árbitro gaúcho e chancelado pelo VAR. O Gaciba, chefe da arbitragem da CBF, não tem mais capacidade moral de continuar no comando da arbitragem da CBF", publicou.

O lance contestado pelo vice-presidente do Atlético-MG aconteceu aos 32 minutos da primeira etapa. Keno invadiu a área e, ao driblar Lucas Fonseca, se chocou com o zagueiro e caiu no gramado. Perto do lance, Anderson Daronco mandou o jogo seguir, e não foi chamado pela equipe do VAR para uma nova checagem.

Antes mesmo do jogo, a diretoria já havia contestado a escalação de um árbitro gaúcho para comandar a partida, levando em conta que o Internacional é uma das equipes que briga pela liderança do Campeonato Brasileiro.

A publicação de Lásaro foi chancelada pelo perfil oficial do Atlético-MG na mesma rede social, que marcou a conta da CBF na citação da postagem.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Futebol