Depoimento de Gabigol no CAS é adiado, e atacante do Fla tem viagem perdida

O depoimento de Gabigol na Corte Arbitral do Esporte (CAS), na Suíça, foi adiado. O evento, que estava previsto para acontecer nesta sexta-feira (7), ainda não tem nova data para ser realizado.

O atacante do Flamengo foi punido por dois anos por tentativa de fraude no exame antidoping e pôde voltar aos gramados após um efeito suspensivo, mas ainda aguarda a decisão definitiva.

O que aconteceu

Gabigol está na Suíça e soube do adiamento pouco depois do desembarque no país. O efeito suspensivo continua valendo e o camisa 99 permanece à disposição do técnico Tite.

A alteração na programação aconteceu por um pedido do governo federal. O órgão é parte do processo devido à ABCD (Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem) e alegou não ter sido devidamente notificado, razão pela qual não indicou um árbitro. A informação foi publicada, inicialmente, pelo "ge" e confirmada pelo UOL.

O julgamento no CAS tem a participação de três árbitros. Um é indicado pela defesa de Gabigol, outro indicado pela ABCD (Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem) e outro pelo CAS, que é considerado o presidente da mesa.

Foi diante deste cenário que a ABCD pediu a mudança de data. O CAS acatou a solicitação e a tendência é que seja formado um novo grupo de árbitros para o julgamento.

Gabigol pode ter a pena confirmada ou ser absolvido. O tempo de dois anos de suspensão não pode ser aumentado.

O atacante foi ao julgamento porque o seu depoimento é visto como crucial. No primeiro julgamento ele participou de maneira virtual, mas, neste, quis ir presencialmente à Suíça, mesmo sem ser obrigatório.

Uma das estratégias é provar que foi apenas um mau comportamento e não má-fé. Ele fez testes de sangue que deram negativo para qualquer substância.

Continua após a publicidade

O atacante foi suspenso no dia 25 de março por dois anos pelo TJD-AD. Foram cinco votos a favor da punição e quatro votos contra. O atleta foi denunciado em dezembro de 2023 e o caso aconteceu em abril.

A pena começou a valer retroativamente a partir de abril de 2023. A validade é até abril de 2025. Com o gancho, Gabriel não podia mais treinar pelo Flamengo ou usar as instalações do Ninho do Urubu.

O elenco rubro-negro se reapresenta nesta quinta-feira (6) após folga de três dias. A expectativa inicial era que Gabigol estivesse de volta ao Rio de Janeiro no sábado.

Deixe seu comentário

Só para assinantes