IFAB vai testar expulsões temporárias no futebol; entenda o funcionamento

A IFAB (International Football Association Board), órgão que gerencia as regras do futebol, aprovou testes nesta segunda-feira (27) para implementar a expulsão temporária durante as partidas.

O que aconteceu

A expulsão temporária serve para conter a agressividade e as reclamações de jogadores e/ou treinadores com a arbitragem, segundo a IFAB.

O cartão é aplicado para o jogador que tentar "ir para cima" do árbitro em situações importantes do jogo, seja fisicamente ou com ofensas mais graves. Apenas os capitães dos times poderão se dirigir ao juiz, evitando cercos dos outros atletas.

A penalização não foi formalizada, mas o atleta em questão deve ficar algum tempo fora de campo, mas sem ser expulso em definitivo. A ideia é inspirada nos "sin bins" que ocorrem no rúgbi e no hóquei.

Também ficou definido que os árbitros poderão usar câmeras em suas roupas, para registrar atos passíveis de punição.

A medida foi testada primeiro em competições de base, para depois ser agregada no âmbito profissional. A ação da entidade visa preservar mais os árbitros das partidas.

Caso se confirme, a regra será incorporada a partir de julho de 2024. Em março, membros da IFAB vão se reunir novamente em Londres para aprovar ou não as eventuais alterações.

Apoiamos uma proposta de teste segundo a qual apenas o capitão da equipe pode abordar o árbitro em certas situações importantes do jogo. Além disso, foi acordado que as expulsões temporárias (sin bins) por dissidência e infrações específicas devem ser testadas em níveis superiores, após a sua implementação bem-sucedida no futebol de base. Protocolos e um sistema para testes serão desenvolvidos.
IFAB

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora