Por que Palmeiras e São Paulo reencontram piores pesadelos em clássico

O duelo da noite de hoje (25) no Allianz Parque coloca Palmeiras e São Paulo frente a frente com fantasmas que assombram os clubes, já que o clássico traz desconforto para ambos: no Tricolor, as partidas fora de casa, pelo lado. Para o Alviverde, as dificuldades impostas pelo rival.

São Paulo é 'pesadelo' de Abel no Palmeiras

O Tricolor do Morumbi é disparado o time que mais venceu o Palmeiras na era Abel. A equipe soma sete triunfos contra o Alviverde, além de ter sido quem eliminou o time do português nas duas últimas edições da Copa do Brasil.

Atlético-MG, Flamengo e Fortaleza são os outros times que foram melhores contra Abel Ferreira, mas ainda muito atrás do São Paulo: todos têm três vitórias.

São Paulo comemorou título Paulista contra Abel, mas técnico português deu o troco. Antes do título da Copa do Brasil deste ano, o principal título do São Paulo havia sido o Paulistão de 2021 — justamente em cima do Palmeiras de Abel Ferreira. O Alviverde deu o troco no Estadual do ano seguinte com uma goleada por 4 a 0 após perder a ida no Morumbi por 3 a 1.

Abel levou vantagem na Libertadores. As equipes se enfrentaram nas quartas de final da competição em 2021. Historicamente, o Tricolor tinha larga vantagem nos confrontos de mata-mata contra o Alviverde, mas Abel quebrou esse tabu e levou o Palmeiras ao título naquele ano.

Pressão do lado palmeirense. O São Paulo conquistou a Copa do Brasil e está classificado para a próxima Copa Libertadores, já o Palmeiras derrapou no Brasileirão e, antes na briga pelo título, agora luta para permanecer no G4.

Jogar fora de casa é o 'pesadelo' do São Paulo

Jogar fora de casa tem sido o maior problema do São Paulo de Dorival Jr. O Tricolor não venceu nenhuma partida atuando fora de seus domínios no Brasileirão.

Continua após a publicidade

Desde que Dorival assumiu o São Paulo, o clube só venceu cinco jogos fora de casa, quatro pela Copa do Brasil e um pela Sul-Americana. O último foi a final da competição nacional contra o Flamengo, no Maracanã; o triunfo anterior havia sido justamente contra o Palmeiras no Allianz.

Ao todo, foram 21 jogos fora de casa com Dorival: 5 vitórias, 7 empates e 9 derrotas. Dos 63 pontos em disputa, o Tricolor conquistou 22, 34,9% de aproveitamento.

Na temporada, contando o período com Ceni, foram 29 jogos com 10 vitórias, oito empates e 11 derrotas. 38 pontos conquistados em 87 possíveis, um aproveitamento de 43,6%.

Em 2022, o aproveitamento foi de 44,1%. O número foi ainda menor em 2021: 38,4%. Os números gerais são próximos, mas no Brasileirão a diferença se torna mais gritante: 31,5% em 2021, 42,1% em 2022 e somente 15,3% nesta temporada.

São Paulo formou duas maiores pedras no sapato de Abel

O técnico Abel Ferreira empilhou títulos e vitórias desde sua chegada ao Palmeiras, mas também encontrou adversário a altura, sobretudo no comando do São Paulo.

Continua após a publicidade

Somente nove técnicos venceram o Palmeiras de Abel mais de uma vez e três deles treinaram o São Paulo: Rogério Ceni, Dorival Jr e Hernán Crespo.

Ceni é a maior pedra no sapato do português com cinco vitórias, três empates e quatro derrotas. Dorival vem logo atrás com três vitórias, um empate e uma derrota.

Outros dois treinadores venceram Abel Ferreira três vezes: Felipão, duas pelo Athletico-PR e uma pelo Atlético-MG, e Vojvoda.

Quer saber tudo o que rola com o Palmeiras sem precisar se mexer? Conheça e siga o novo canal do UOL dedicado ao time no WhatsApp.

Quer saber tudo o que rola com o São Paulo sem precisar se mexer? Conheça e siga o novo canal do UOL dedicado ao time no WhatsApp.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes