Organizada do Palmeiras leva pizzas e protesta antes de reunião do Conselho

A torcida organizada Mancha Verde realizou hoje um protesto na porta da sede social do Palmeiras antes de uma reunião do Conselho Deliberativo do clube.

O que aconteceu

A organizada levou caixas de pizzas, garrafas de vinho e faixas em protesto contra a presidente Leila Pereira e contra o que considera um "Conselho omisso". Eles fecharam parte da rua e exibiram as mensagens em um ato que começou nesta tarde e se estendeu até o início da noite.

"Seu voto vale uma pizza?", dizia uma das faixas. Cartazes com os escritos "Conselho omisso" e "Fora, blogueirinha" também foram exibidos no local.

Os torcedores puxaram gritos contra a atual gestão e o Conselho. "Não é mole, não, a ditadura se instalou no meu Verdão", "É um retrocesso, tem conselheiro se vendendo por ingresso" e xingamentos contra Leila, além de cantos clássicos da organizada, foram alguns dos gritos reproduzidos no ato.

O presidente da organizada exigiu mudanças. "Tem que ter mudança de postura da presidente, do Conselho. Não pode ser omisso, não. Não é só a Leila", afirmou Jorge Luis, em pronunciamento que foi transmitido pelas redes sociais da Mancha Verde.

A Mancha está rompida com a diretoria do Palmeiras, embora ressalte que apoia o técnico Abel Ferreira e o elenco. A organizada também vem se manifestando contra a atual gestão durante os jogos.

Deixe seu comentário

Só para assinantes