PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Cruzeiro mira reforços em jovens promissores e já planeja a temporada 2023

Fernando Henrique, volante do Grêmio, durante treino físico - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Fernando Henrique, volante do Grêmio, durante treino físico Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Lohanna Lima

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte, MG

06/07/2022 04h00

Classificação e Jogos

Líder isolado da Série B, o Cruzeiro caminha a passos largos para garantir o retorno à elite do Brasileirão pós três anos. Para a segunda metade do campeonato, que começa para a Raposa em 23 de julho, contra o Bahia, pelo menos três reforços deverão estar à disposição do técnico Paulo Pezzolano. Todos são jogadores jovens e que chegam com contratos longos, o que mostra que a diretoria já pensa na próxima temporada.

A diretoria celeste trabalha com três nomes: o volante Fernando Henrique (do Grêmio), o atacante Bruno Rodrigues (Tombense) - chegarão por empréstimo e com opção de compra - e o zagueiro Luís Felipe, do PSV. O último caminha para fechar com a Raposa em definitivo, tendo o clube holandês parte dos direitos econômicos em caso de futura venda. Apesar de o Cruzeiro não comentar as negociações, o UOL Esporte apurou que todos caminham para fechar até, pelo menos, o fim de 2023.

Os jogadores em questão possuem um perfil semelhante: jovens que precisam decolar na carreira. Aos 21 anos, Fernando Henrique teve poucas oportunidades com Roger Machado e o que se diz nos bastidores do Grêmio é que a saída do atleta por empréstimo foi por opção do treinador que não pretende utilizá-lo.

Também com 21 anos, Luis Felipe, formado pelo Coritiba, se transferiu para o PSV, mas só entrou em campo pelo time principal uma única vez. Desde 2020, o atleta defende a equipe B. O retorno ao Brasil fará com que o jovem jogador tenha projeção em seu país, além de minutos em competições com o time principal da Raposa, o que faltou na Holanda.

Um pouco mais velho que os dois primeiros, Bruno Rodrigues já possui rodagem no futebol e fez temporada promissora em 2020, quando defendeu a Ponte Preta. O jogador atuou em 47 jogos, balançou as redes 11 vezes e contribuiu com 11 assistências. No entanto, ao se transferir para o São Paulo no ano seguinte, teve poucas chances com Crespo e deixou o Brasil rumo a Portugal, onde defendeu o Famalicão em 40 jogos, com oito gols e quatro assistências.

A janela de transferências nacional só abre no dia 18. Ronaldo e a direção de futebol do Cruzeiro vêm mantendo a política de observação e negócios que se encaixem em oportunidade de mercado, ou seja, que não gerem custos para o clube no ato da contratação.]

Dessa mesma maneira, o time possui hoje seis atletas que são pilares do time de Pezzolano: os zagueiros Zé Ivaldo e Lucas Oliveira, o atacante Jajá, os volantes Neto Moura e Willian Oliveira, além do lateral Matehus Bidu - todos fecharam com a Raposa por empréstimo na temporada.

Cruzeiro