PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG ganha tempo para recuperar lesionados e preparar reforços

Hulk, do Atlético-MG, carrega a bola na partida contra o Emelec, pela Libertadores - Staff Images / CONMEBOL
Hulk, do Atlético-MG, carrega a bola na partida contra o Emelec, pela Libertadores Imagem: Staff Images / CONMEBOL

Victor Martins

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte (MG)

06/07/2022 04h00

Classificação e Jogos

A vitória sobre o Emelec por 1 a 0, no Mineirão, colocou o Atlético-MG pela segunda temporada consecutiva nas quartas de final da Copa Libertadores. Um feito inédito na história do clube, que vai ter cerca de um mês para deixar o time em condições de brigar por uma vaga na semifinal do torneio. São pelo menos sete atletas que não tinham condições de jogo ontem (5) e terão cerca de 30 dias de recuperação ou preparação.

Os duelos contra o classificado do embate entre Palmeiras e Cerro Porteño, que se enfrentam nesta noite (6), em São Paulo — o time paulista ganhou por 3 a 0 na ida — serão disputados nas duas primeiras semanas de agosto. É o tempo que o Atlético tem para recuperar alguns jogadores que estão no departamento médico, além de preparar os reforços contratados para o segundo semestre.

"O mais importante era passar de fase. Já se passou. Agora, esperamos poder recuperar todos jogadores lesionados, suspensos, para todas as competições que temos", comentou o técnico do Atlético, Turco Mohamed.

No jogo diante do Emelec, por exemplo, quatro atletas considerados titulares não estavam na formação inicial. Entre eles está o meia Zaracho, que já apareceu entre os relacionados. Sem atuar desde o começo de maio, por causa de lesão na coxa direita, o argentino ficou no banco de reservas e atuou nos 30 minutos finais.

O volante Allan não atuou por estar suspenso, portanto não será problema para o jogo do final de semana, com o São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro. Já o outro volante vai ficar mais algum tempo fora. Jair fraturou a mão esquerda e foi operado, no dia 20 do mês passado. O Galo não estipulou um prazo para o retorno do camisa 8.

Quem também está no departamento médico é o atacante Keno, que sofreu lesão muscular no fim do mês passado, na vitória sobre o Flamengo, pela Copa do Brasil. É outro jogador que não teve data de retorno divulgada pelo Atlético. Praticamente um 12º jogador do Galo, o atacante Ademir ficou fora do confronto de ontem após testar positivo para covid-19. É mais um que em breve estará à disposição do técnico Turco Mohamed, que lamentou bastante por não contar com seus dois pontos velocistas diante do Emelec.

"Para analisar taticamente, é muito difícil se o plantel não conta com jogadores de um contra um, velocidade, e a equipe está desenhada para jogar assim. Keno e Ademir são jogadores que a equipe necessita em algum momento da partida e não os temos".

A partir do dia 18, o Atlético também vai contar com pelo menos quatro reforços. O clube já anunciou as contratações do zagueiro Jemerson, do meia Pedrinho e dos atacantes Cristian Pavón e Alan Kardec. Mas todos só poderão jogar daqui duas semanas, quando abrir a janela de transferências. Já na Libertadores, apenas três deles poderão ser inscritos nas quartas de final, como determina o regulamento.

Atlético-MG