PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Porto espera ter João Victor após Boca x Corinthians, diz jornal

João Victor, zagueiro do Corinthians, em treino no CT Joaquim Grava - Rodrigo Coca/Agência Corinthians
João Victor, zagueiro do Corinthians, em treino no CT Joaquim Grava Imagem: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/07/2022 09h14

Muito especulado na Europa nas últimas semanas, o zagueiro João Victor pode estar de malas prontas para deixar o Corinthians rumo ao futebol português, de acordo com o portal 'A Bola'.

Segundo as informações do jornal, o Porto FC aguarda apenas detalhes para oficializar o acordo com João Victor. Estima-se que o clube está esperando a decisão entre Corinthians e Boca Juniors.

O jogo será disputado na próxima terça-feira (05), em La Bombonera, pela partida de volta das oitavas de final da Libertadores. A ida, que ocorreu na Neo Química Arena, terminou empatada sem gols.

A expectativa do Porto é contar com o zagueiro entre os dias 6 e 14 de julho - período em que ocorre a pré-temporada europeia -, para integrá-lo ao restante do elenco.

O defensor de 23 anos tem sido alvo de disputa pelos dois maiores expoentes de Portugal, Benfica e Porto. Inicialmente, os rumores foram negados por seu empresário, mas ainda não houve desistência por parte dos clubes interessados, sobretudo com a possibilidade de venda novamente confirmada pelo presidente alvinegro, Duílio Monteiro Alves.

Corinthians definiu o preço de 15 milhões de euros (cerca de R$ 80 milhões na cotação atual) para concretizar a venda do jogador. O clube paulista possui 55% dos direitos econômicos do zagueiro, enquanto o Banco BMG detém os 45% restantes.

Porto também quer joia do Cruzeiro

Além de João Victor, o Porto está de olho em outro jovem zagueiro do futebol brasileiro. Paulo Eduardo, do Cruzeiro, é visto como um negócio de ocasião: o defensor de 20 anos pode ser contratado de graça pelo clube português, caso dispute 15 partidas com a equipe principal da Raposa.

Embora a transferência seja sem custos, o Porto terá que adquirir o percentual restante dos direitos econômicos de Paulo pelo valor de 1,5 milhão de euros (cerca de R$ 8 milhões) - atualmente, o defensor detém 20% e o Cruzeiro 80%.

Futebol