PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Barros: 'Trabalho de Bustos tem méritos. Há jogadores aquém no Santos'

Do UOL, em São Paulo

02/07/2022 22h44

Classificação e Jogos

Fabián Bustos vive dias tensos. A pressão sobre o técnico do Santos aumentou após a derrota por 2 a 1 para o Flamengo, neste sábado (2), pelo Brasileirão. O Peixe completou seis partidas seguidas sem vitórias na Vila Belmiro. As atuações ruins da equipe e algumas escolhas do argentino nas escalações e nas substituições elevaram o tom das críticas ao seu trabalho.

Na Live do Santos, programa do UOL Esporte logo após as partidas do Peixe, os jornalistas Gabriela Brino e Maurício Barros debateram a situação do treinador. Apesar das cobranças, os comentaristas ainda veem o treinador em condições de se manter no cargo. Eles também destacaram que Bustos precisa lidar com as limitações do elenco santista.

"Vejo alguns méritos no trabalho do Bustos, mas há jogadores aquém do que podem apresentar. Olhando para a escalação, não teria entrado com Felipe Jonatan. Entendo que ele tenha tentado dar mais consistência, mas ele não defendeu nem atacou direito. O Léo Baptistão foi muito mal, mas ele foi o melhor do Santos em muitos jogos. Eu não o tiraria, talvez apenas para colocar o Bruno Oliveira. De resto, é o elenco que se tem", comentou Barros.

Apesar das atuações pouco inspiradas do Peixe nas últimas partidas, Brino vê o treinador em condições de se manter o cargo. "No jogo passado [empate por 1 a 1 com o Deportivo Táchira pela Sul-Americana], se aquele gol não tivesse saído no final, suspeitaria que o Bustos balançaria mais. Hoje, se repetisse no segundo tempo o que houve no primeiro, arriscaria dizer que ele balançaria muito mais. Mas como foi um 2 a 1 com reação, com um gol bonito do Zanocelo e com os torcedores apoiando o time na reta final do jogo, ele não cai", opinou.

A jornalista destacou que a diretoria do Santos deve se reunir com Bustos, mas para questionar algumas opções do técnico. "A diretoria deve ter uma conversa bem séria. É bem específico ele arriscar o resultado com substituições com Carlos Sánchez e Ricardo Goulart, dois jogadores que não estão fisicamente preparados para jogos como esse, sendo que eles não atuaram juntos em partidas recentes. Na quarta tem jogo [a volta contra o Deportivo Táchira], que é mais tranquilo e pode ser que embale novamente", observou.

Na derrota para o Flamengo, Brino chamou a atenção para a demora de Bustos em mexer na equipe, que foi dominada pelo rival no primeiro tempo. "Não foi mérito do Bustos a mudança do jogo [após o gol de empate]. O posicionamento era ruim e os jogadores claramente estavam perdidos e ele voltou do intervalo com o mesmo time. Demorou dez minutos para mudá-lo. As peças que ele tem são mais rasas, mas ainda assim ele poderia ter mudado e impactado mais o jogo. Ele deveria ter mexido, principalmente o Felipe Jonatan, que estava deixando o time bem exposto", concluiu.

Não perca! A próxima edição da Live do Santos será na quarta-feira (6), logo após a partida contra o Deportivo Táchira, no duelo de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Você pode acompanhar a live pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do Santos no UOL Esporte ou no canal do UOL Esporte no YouTube.

Futebol