PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

CBF quer pontos do Brasil x Argentina e prevê 15 dias para decisão do CAS

Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF - Thais Magalhães/CBF
Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF Imagem: Thais Magalhães/CBF

Igor Siqueira

Do UOL, no Rio de Janeiro

30/06/2022 21h02

A CBF atua em algumas frentes para definir como será a agenda da seleção brasileira na próxima data Fifa, em setembro, último momento de reunião do grupo antes da convocação para a Copa do Mundo de 2022. A entidade espera para o dia 15 de julho um recurso que tramita na Corte Arbitral do Esporte (CAS), a instância máxima da Justiça Desportiva mundial, a respeito do Brasil x Argentina pelas Eliminatórias, interrompido em 5 de setembro de 2021.

"Provavelmente, no dia 15 de julho teremos a decisão do recurso, não aceitando que a partida não tivesse outro desfecho, a não ser os três pontos para a seleção brasileira", disse Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, na chegada ao evento de comemoração de 20 anos do pentacampeonato mundial.

Na Fifa, tanto o Comitê Disciplinar quanto o Comitê de Apelações determinaram que a partida contra a Argentina deve, sim, ser jogada. A entidade, inclusive, já definiu a remarcação da partida para 22 de setembro.

A CBF indicou a Neo Química Arena, em São Paulo, como sede, enquanto aguarda resposta do CAS. Há, ao mesmo tempo, um pedido à própria Fifa para que o jogo seja postergado para 23 de setembro, caso o cenário jurídico se mantenha como está.

"A gente espera que possa ter o jogo dia 23 e o segundo jogo dia 27. O local ainda não está definido porque a CBF busca a melhor logística para os atletas e as melhores condições. O dia 23 está dentro da data Fifa. Acredito que não haverá problema", completou Ednaldo.

Provavelmente, o confronto será no Nordeste. A CBF avalia a disponibilidade da Arena Fonte Nova, em Salvador.

O movimento para setembro também envolve a definição do adversário para o segundo jogo. A CBF negocia com seleções da Concacaf (Américas Central e do Norte) e de países africanos.

Seleção Brasileira