PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

VP ataca calendário após empate do Corinthians: 'vai nos massacrando'

Vítor Pereira lamenta chance perdida pelo Corinthians, na partida contra o Boca Juniors - PETER LEONE/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDO
Vítor Pereira lamenta chance perdida pelo Corinthians, na partida contra o Boca Juniors Imagem: PETER LEONE/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDO

Colaboração para o UOL, em Maceió

29/06/2022 00h37

Classificação e Jogos

O calendário de jogos do futebol brasileiro mais uma vez foi motivo de queixa. Dessa vez, o técnico Vitor Pereira, do Corinthians, não poupou críticas à quantidade de partidas seguidas e lamentou o grande números de desfalques do Alvinegro para o duelo com o Boca Juniors, que terminou empatado sem gols, nesta terça-feira (28), na Neo Química Arena, pela partida de ida das oitavas de final da Libertadores.

Com oito desfalques, cinco deles no meio de campo (Renato Augusto, Du Queiroz, Paulinho, Maycon e Cantillo), o Corinthians teve formação alternativa para encarar o Boca e, por conta disso, não conseguiu se impor em casa e criou poucas oportunidades.

Além destes, o meia Willian deslocou o ombro durante a partida e deixou o campo. Fagner também sentiu dores e não voltou para o segundo tempo. Ambos serão avaliados ao longo dos próximos dias para saber se têm condições de disputar o jogo de volta.

"O calendário brasileiro vai nos massacrando, nos tirando jogadores. Vamos bater com o Fluminense para depois pegar o Boca novamente. [...] Qualquer dia não teremos mais jogadores para entrar em campo. Teremos que ir buscar na base e fazer uma equipe para nos apresentarmos com uma equipe da base", completou.

Vitor ainda ressaltou o fato de nunca ter passado por isso durante sua carreira de treinador, enfatizando o fato de quase não ter jogadores para jogar.

"Nunca na minha vida tive um cenário deste. São muitos jogadores, dá quase para fazer uma equipe. Quando enfrentamos o Boca na última vez tínhamos muitas mais soluções do que temos agora. Agora temos muito menos soluções, mas o que é certo é que o espírito do Corinthians esteve dentro do campo e bateu de igual para igual e até poderíamos ter saído com uma vitória".

No primeiro jogo do mata-mata com o Boca Juniors, o Timão desperdiçou um pênalti com Róger Guedes, ainda no primeiro tempo, e ficou no 0 a 0 com os argentinos. Agora, o Alvinegro decide na Bombonera seu destino na principal competição de clubes da América do Sul.

O Corinthians volta a campo no sábado (2), às 16h30 (de Brasília), para medir forças com o Fluminense, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida acontece no Maracanã.

Corinthians