PUBLICIDADE
Topo

Santos

Rival do Santos na Sula tem técnico espanhol e sofreu goleadas do Palmeiras

Gabriel Veron tenta jogada na partida entre Deportivo Táchira e Palmeiras - Cesar Greco/Palmeiras
Gabriel Veron tenta jogada na partida entre Deportivo Táchira e Palmeiras Imagem: Cesar Greco/Palmeiras

Lucas Musetti Perazolli

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

29/06/2022 04h00

Classificação e Jogos

O Santos enfrenta o Deportivo Táchira, na noite de hoje (29), pela ida das oitavas de final da Sul-Americana. O duelo em San Cristóbal (VEN) começa às 21h30 (de Brasília). A equipe da Venezuela chega nessa fase da competição após ser eliminada no grupo que contava com o atual bicampeão da América, o Palmeiras.

O Táchira perdeu para o Alviverde por 4 a 0, na Venezuela, e 4 a 1, no Allianz Parque, mas ficou a um ponto de avançar às oitavas de final da Liberta. Os venezuelanos somaram sete pontos, atrás do Emelec-EQU (8) e do Verdão (18). O Independiente Petrolero (BOL) teve somente um.

O Deportivo Táchira ocupa a quarta colocação no Campeonato Venezuelano, cinco pontos atrás do líder Metropolitanos. Desde a eliminação na Libertadores, o adversário do Santos jogou quatro vezes, com duas vitórias e duas derrotas.

O Táchira apostou em um técnico espanhol para a temporada. Alexandre Pallarés, de 43 anos, dirige o time principal e também coordena a base do clube. Ele trabalhou no próprio Táchira e no Atlético Venezuela depois de trajetória na base por vários times: entre eles o Villarreal e o Levante, da Espanha, e o Rubin Kazan, da Rússia.

O Deportivo Táchira, assim como o Santos, aposta na mescla entre jogadores jovens e experientes. A base do time tem o capitão Camacho (31), Ariano (31), Flores (32) e Ariano (31), mas também com Yerson Chacón, de apenas 19. A exemplo do Peixe de Ângelo, o Táchira tem no seu ponta o maior valor de mercado.

Santos e Deportivo Táchira iniciam a busca pela vaga nas quartas de final da Sul-Americana na Venezuela. O duelo de volta está marcado para o dia 6 de julho, na Vila Belmiro.

Santos com time misto

O Peixe tem 10 desfalques para enfrentar o Táchira na Venezuela: três estão suspensos (Léo Baptistão, Lucas Barbosa e John), dois estão no departamento médico (Maicon e Madson), quatro foram preservados pela comissão técnica (Eduardo Bauermann, Rodrigo Fernández, Marcos Leonardo e Ricardo Goulart) e Sandry está com covid-19.

O Santos de Bustos já havia atuado com equipes alternativas nas três rodadas finais da fase de grupos da Sul-Americana. O Peixe venceu a Universidad Católica (CHI) e Unión La Calera (CHI) e empatou com o Banfield (ARG).

Uma possível escalação é: João Paulo, Auro, Emiliano Velázquez (Luiz Felipe), Kaiky e Lucas Pires; Camacho, Vinicius Zanocelo e Bruno Oliveira (Lucas Braga); Ângelo, Jhojan Julio e Bryan Angulo (Rwan).

Santos