PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Hulk perde 3º pênalti com a camisa do Atlético-MG, todos na Libertadores

Hulk lamenta pênalti perdido pelo Atlético-MG na partida contra o Emelec, válida pela Libertadores - Franklin Jacome/Getty Images
Hulk lamenta pênalti perdido pelo Atlético-MG na partida contra o Emelec, válida pela Libertadores Imagem: Franklin Jacome/Getty Images

Victor Martins

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte (MG)

28/06/2022 21h59

Classificação e Jogos

Quando Hulk perdeu o pênalti no empate do Atlético-MG com o Emelec, em 1 a 1, no Estádio George Capwell, em Guayaquil, no Equador, pelas oitavas de final da Copa Libertadores, o torcedor alvinegro logo se lembrou de outras partidas pelo torneio continental. Os jogos em questão foram os empate com o Palmeiras e Boca Juniors, ambos na edição do ano passado. Afinal, todos os pênaltis perdidos por Hulk com a camisa do Atlético foram na Libertadores.

A primeira penalidade não convertida por Hulk foi contra o Boca Juniors, nas oitavas de final do ano passado. Após dois empates sem gols, na Bomboneira e no Mineirão, Atlético e Boca decidiram a vaga na disputa de pênaltis. O camisa 7 do Galo mandou a cobrança dele na trave, mas naquela noite não fez falta. O Alvinegro venceu por 3 a 1 e avançou às quartas de final.

Hulk bateu o pênalti no canto esquerdo do goleiro Pedro Ortiz, do Emelec, que fez boa defesa - Pedro Souza/Atlético-MG - Pedro Souza/Atlético-MG
Hulk bateu o pênalti no canto esquerdo do goleiro Pedro Ortiz, do Emelec, que fez boa defesa
Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG

Também na edição 2021 da Libertadores, Hulk perdeu o segundo pênalti pelo Atlético e esse fez muita falta. O Galo empatou sem gols com o Palmeiras, no Allianz Parque, no confronto de ida da semifinal. Aos 40 minutos da etapa inicial, o atacante atleticano teve a chance de fazer 1 a 0, em cobrança de pênalti. Mas Hulk parou na trave novamente.

A terceira cobrança perdida foi nesta noite, no empate com o Emelec. Mas se nas tentativas anteriores a bola foi na trave, agora foi a primeira fez que um goleiro defendeu uma penalidade cobrada por Hulk desde que ele chegou ao Atlético. O feito coube a Pedro Ortiz, que evitou o gol do triunfo atleticano, aos 42 minutos do segundo tempo.

Apesar do erro desta noite, Hulk tem um alto aproveitamento em cobranças de pênaltis com a camisa do Atlético. Foram 22 penalidades batidas por ele desde março do ano passado, com 19 gols marcados e apenas três tentativas erradas. A contagem inclui as disputas de pênaltis com o Boca Juniors e com o Flamengo.

Atlético-MG