PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Fla rebate petição do Vasco, mas info sobre venda aos sócios é incorreta

Flamengo e Vasco travam batalha no tribunal após Justiça determinar jogo entre Cruzmaltino e Sport no Maraca - Jorge Rodrigues/AGIF
Flamengo e Vasco travam batalha no tribunal após Justiça determinar jogo entre Cruzmaltino e Sport no Maraca Imagem: Jorge Rodrigues/AGIF

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

28/06/2022 17h09

Classificação e Jogos

A guerra jurídica entre Flamengo e Vasco segue ocorrendo nos bastidores enquanto a Justiça não divulga uma decisão sobre o agravo de instrumento ingressado pelo Rubro-Negro, na manhã de hoje (28), para cancelar a determinação de transferência do jogo entre o Cruzmaltino e o Sport para este domingo (3), no Maracanã. Agora, o clube da Gávea entrou com uma petição para rebater a de seu rival, que mais cedo havia alertado sobre os milhares de ingressos já vendidos.

Ocorre, no entanto, que nas justificativas, os advogados rubro-negros acabaram cometendo um equívoco de informações quando alegam que o sócio-torcedor do Vasco "não pagou um centavo sequer". Diz um trecho:

"Tendo em vista que a aquisição de ingressos pelo sócio torcedor não envolve o pagamento de qualquer valor, mas tão somente confere garantia àqueles que poderão ir à partida de futebol, salta aos olhos que, ao contrário do que alega o VASCO DA GAMA, a reforma da r. decisão agravada não causaria prejuízos".

E complementam:

"E mais: apesar da venda de ingressos, não há que se falar em irreversibilidade da medida deferida pelo MM. Juízo a quo, uma vez nenhum sócio torcedor do VASCO DA GAMA gastou um centavo sequer até o momento, de modo que, caso concedido efeito suspensivo ao recurso, bastará a realocação desses consumidores, o que não demanda qualquer dificuldade".

Ocorre, porém, que grande maioria dos sócios-torcedores do Vasco não possui o plano que garante o check-in e o ingresso 100% garantido. A grande maioria detém os planos mais baixos, que dão descontos que variam entre 25% a 70% na entrada. Logo, é inverídico que os associados não pagaram "um centavo sequer".

Os ingressos para Vasco e Sport no Maracanã foram esgotados em poucos mais de seis horas de venda. Restam agora apenas as gratuidades previstas em lei.

Futebol