PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Como a maior goleada do Corinthians sobre o Boca foi pelo Rio-São Paulo?

Bruno Menezes

do UOL, em São Paulo

28/06/2022 04h00

Classificação e Jogos

A maior goleada do Corinthians sobre o Boca Juniors, seu rival de hoje (28) na briga pela vaga às quartas de final da Copa Libertadores, foi em 1956 no Pacaembu — um 4 a 1, com três dos gols de Paulo, décimo maior artilheiro da história alvinegra.

A partida histórica aconteceu durante o Torneio Rio-São Paulo, então chamado Torneio Internacional Roberto Gomes Pedrosa e teve, ainda, um gol do ídolo corintiano Idário —mas quem abriu o placar foram os argentinos, com o Etcheverria.

O time argentino foi goleado pelo Corinthians em um campeonato interestadual, fato inédito, mas o UOL explica o motivo. Como as equipes cariocas decidiram não participar da competição alegando problemas com calendário — além de que perderiam jogadores nas convocações da seleção brasileira, que teria compromissos na mesma época — os times foram substituídos pela Federação Paulista, então única organizadora do torneio.

No lugar deles, foram convidados Boca Juniors e Newell's Old Boys, ambos da Argentina, além do uruguaio Nacional, para a fase preliminar do torneio, sendo chamada de fase internacional, ou Troféu Dr. Lino de Matos, nome do prefeito da capital paulista à época.

O campeonato terminou com o São Paulo como campeão. Mas devido à ausência dos cariocas, o torneio naturalmente acabou perdendo sentido, mas a goleada alvinegra ficou registrada na história dos clubes.

Robertão?

Entre 1954 e 1966, o Torneio Rio São-Paulo recebeu o nome oficial de Torneio Roberto Gomes Pedrosa — que não deve ser confundido com o "Robertão", ou Taça de Prata, campeonato que também homenageava o ex-goleiro da seleção brasileira, dirigente da Federação Paulista e político. O Robertão passou a ser considerado pela CBF torneio nacional a partir de 1967.

Segundo o professor e historiador Celso Unzelte, "houve vários torneios homenageando Roberto Gomes Pedrosa. O Campeonato Brasileiro de 1967 a 1969 também era Roberto Gomes Pedrosa."

Corinthians