PUBLICIDADE
Topo

Copa Sul-Americana - 2022

Defesa falha, Inter perde para o Colo-Colo e se complica na Sul-Americana

Martín Lucero comemora gol do Colo-Colo contra o Inter, pela Sul-Americana - PhotoSport/AGIF
Martín Lucero comemora gol do Colo-Colo contra o Inter, pela Sul-Americana Imagem: PhotoSport/AGIF

Do UOL, em Porto Alegre

28/06/2022 23h32

Classificação e Jogos

O Internacional perdeu para o Colo-Colo e se complicou na Sul-Americana. Hoje (28), a defesa falhou duas vezes e o time gaúcho levou 2 a 0, no estádio Monumental David Arellano, em duelo de ida das oitavas de final. O Colorado ainda teve um gol anulado nos minutos finais da partida.

O resultado no Chile dificulta bastante a vida do Colorado. Para seguir na competição, o time brasileiro precisa vencer o jogo de volta por três ou mais de diferença. Caso devolva margem de dois, a vaga nas quartas de final será decidida nos pênaltis. Qualquer outro placar leva o Colo-Colo adiante. Não há saldo qualificado no regulamento.

O duelo de volta está marcado para a próxima terça-feira (5/07), no Beira-Rio. Quem avançar vai encarar o classificado do duelo entre Melgar (PER) e Deportivo Cali (COL).

Antes de se enfrentarem novamente, Colo-Colo e Inter têm outros compromissos. O Colorado joga no sábado (2), fora de casa, contra o Ceará, pelo Brasileirão. Já o Cacique, apelido do time chileno, atua na sexta-feira (1º), contra o Everton, pelo Campeonato Chileno.

Foi bem: Lucero é perigo constante

Juan Martín Lucero foi um perigo constante. Além de marcar um gol, assustou a defesa do Inter durante todo o jogo.

Foi mal: Heitor falha em gol do Colo-Colo

Heitor foi escolhido para substituir Bustos pela direita. Mas logo no início do jogo, falhou ao não afastar um lançamento, que acabou em cruzamento de Costa para o gol de Lucero. Ao longo do jogo, ele ainda foi repetidamente batido por Costa, tanto que acabou substituído no segundo tempo.

Gol anulado no fim

O Inter poderia ter feito um gol que mudaria todo o cenário para o jogo de volta. No entanto, o feito de Estevão foi anulado após consulta ao VAR por um toque de mão de Edenilson no início do lance.

Edenilson sob críticas

Artilheiro do Inter na temporada, Edenilson teve atuação criticada pelos torcedores nas redes sociais durante o jogo. Sem conseguir dar a esperada dinâmica ao time, o jogador foi escolhido pela torcida como um dos principais responsáveis pela jornada ruim. E ainda, um toque da bola em seu braço ocasionou a anulação do gol de Estevão.

O jogo do Colo-Colo: pressão no embalo da torcida

O Colo-Colo começou no embalo da torcida. Desde os primeiros minutos, pressionou o Inter atrás do gol. Ainda que tenha sofrido uma bola na trave, não demorou para encontrar o espaço que utilizaria para atacar por praticamente todo o jogo: o lado direito da defesa do Colorado. Heitor foi repetidamente batido por Costa, que criou ótimas chances. Lucero, além de um gol, foi arma sempre perigosa no ataque chileno. No início do segundo tempo, o 2 a 0 colocou o Colo-Colo mais perto da vaga.

O jogo do Inter: instabilidade inicial cobra caro

O Inter começou mal a partida. Foi ameaçado diversas vezes e não teve sucesso ao conseguir conectar seu meio-campo com o ataque. Sobraram erros de passes e a única opção virou a insistência em lançamentos para Alemão. O atacante sofreu em disputas físicas e foi pouco foi auxiliado pelos companheiros.

Ainda que tenha melhorado com o passar do tempo, o jogo coletivo do Inter passou longe do que o time já mostrou sob comando de Mano Menezes. Percebendo sua fragilidade pela direita, Mano colocou Moledo e sacou Heitor na etapa final, mas nem assim evitou o segundo gol. Em nova falha defensiva do time gaúcho, Solari colocou na rede.

Sob olhar de Don Elias

Elias Figueroa, um dos maiores zagueiros da história do Inter e do futebol chileno, esteve na concentração do time gaúcho em Santiago, foi convidado e assistiu o jogo junto a dirigentes do clube brasileiro.

FICHA TÉCNICA:

COLO-COLO 2 x 0 INTERNACIONAL
Competição: Copa Sul-Americana - jogo de ida das oitavas de final
Data e hora: 28 de junho de 2022 (terça-feira), às 21h30 (de Brasília)
Local: estádio Monumental David Arellano, em Santiago (CHI)
Árbitro: Patricio Loustau (ARG)
Auxiliares: Ezequiel Brailovsky e Facundo Rodríguez (ambos argentinos)
VAR: German Delfino (ARG)
Cartões amarelos: Gabriel, Mauricio (INT); Fuentes, Lucero (COL)
Gols: Lucero, do Colo-Colo, aos 12 minutos do primeiro tempo; Solari, do Colo-Colo, aos 9 minutos do segundo tempo;

COLO-COLO: Brayan Cortés; Óscar Opazo, Maximiliano Falcón, Matías Zaldivia e Gabriel Suazo; César Fuentes (Pizarro), Esteban Pavez e Leonardo Gil; Pablo Solari (Gutiérrez), Juan Martín Lucero e Gabriel Costa. Técnico: Gustavo Quinteros

INTERNACIONAL: Daniel; Heitor (Moledo), Mercado, Vitão e Renê (Moisés); Gabriel (Mauricio), Johnny, Edenilson, Pedro Henrique (Estevão) e Alan Patrick (David); Alemão. Técnico: Mano Menezes