PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG é o recordista em viradas no Brasileiro; relembre as marcantes

Jogadores do Atlético-MG comemoram gol da virada contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro de 2021 - Divulgação/CAM
Jogadores do Atlético-MG comemoram gol da virada contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro de 2021 Imagem: Divulgação/CAM

Victor Martins

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte (MG)

27/06/2022 04h00

Classificação e Jogos

"O Galo é o time da virada" é um dos cantos da torcida do Atlético-MG quando a equipe está em desvantagem no marcado. E o atleticano tem razão para acreditar nesse mantra, já que o clube mineiro foi o que mais venceu jogos de virada no Campeonato Brasileiro na era dos pontos corridos, portanto, desde 2003. São 49 triunfos de virada, de acordo com Rodolfo Rodrigues, colunista do UOL Esporte.

Número que o Atlético alcançou no fim de semana, ao bater o Fortaleza por 3 a 2, no Mineirão, em jogo válido pela 14ª rodada do Brasileirão. O Galo pedia por 2 a 0 até os 30 minutos do segundo tempo. A virada foi construída com gols de Rubens, Réver e Matheus Jussa, contra, esse último já aos 51 minutos da etapa final.

Assim como o Flamengo, o Atlético tem 49 vitórias de virada no Brasileirão desde 2003, com a diferença de que o time alvinegro tem menos jogos. O Galo disputou a Série B em 2006, além de não ter entrado em campo na última rodada da edição de 2016, por causa do acidente aéreo da Chapecoense, na Colômbia.

Com tantas viradas, algumas são bem marcantes para o atleticano. O UOL Esporte listou as dez viradas mais marcantes do Atlético desde 2003, seja pela diferença de gols, pela importância do jogo ou até mesmo pelo tempo dos gols.

Bahia 2 x 3 Atlético-MG - 2021

Hulk e Mariano comemoram gol do Atlético-MG contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro - Divulgação/CAM - Divulgação/CAM
Hulk e Mariano comemoram gol do Atlético-MG contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro
Imagem: Divulgação/CAM

Quando se fala de virada do Atlético-MG no Brasileirão, certamente o jogo com o Bahia é o mais lembrado pelo atleticano. O Galo perdia por 2 a 0, mas virou com três gols num intervalo de cinco minutos. O resultado confirmou a conquista do Brasileirão do ano passado.

Atlético-MG 3 x 2 Fluminense - 2012

Ronaldinho Gaúcho comemora com Leonardo Silva o gol da virada na vitória do Altético-MG sobre o Fluminense no Independência - Bruno Cantini/Flickr Atlético MG - Bruno Cantini/Flickr Atlético MG
Ronaldinho Gaúcho comemora com Leonardo Silva o gol da virada na vitória do Altético-MG sobre o Fluminense no Independência
Imagem: Bruno Cantini/Flickr Atlético MG

Era o encontro entre líder e vice-líder, no Independência. O Galo precisava vencer para se manter na disputa, mas saiu perdendo, com gol de Wellington Nem, aos 10 minutos da etapa final. Jô marcou duas vezes e colocou o Alvinegro em vantagem, mas pouco tempo depois o atacante Fred empatou a partida. Quando parecia ser o fim da linha para o Atlético, o zagueiro Leonardo Silva marcou aos 47 minutos do segundo tempo, após belo passe de Ronaldinho Gaúcho.

Santos 2 x 3 Atlético-MG - 2008

A time atleticano não era dos melhores, tanto que terminou o Brasileirão daquele ano do meio para baixo na classificação. Entre os poucos bons momentos da temporada que marcou o centenário do Atlético está a vitória na Vila Belmiro, depois de 60 anos. Sem vencer no estádio do Santos desde 1948, o Atlético quebrou o tabu em grande estilo. Saiu do 0 a 2 para o 3 a 2, com gols de Jael, Márcio Araújo e Raphael Aguiar. Em 2008 também teve outra virada que o Galo perdia por 2 a 0 e venceu por 3 a 2, foi contra o Coritiba, no Mineirão.

Atlético-MG 3 x 2 Fortaleza - 2022

Com uma escalação que estava mais para reserva do que titular, o Galo viu Romarinho marcar duas vezes e colocar o Leão do Pici com ótima vantagem antes dos 30 minutos do primeiro tempo. Mas as mudanças de Turco Mohamed, o incentivo da torcida e as boas atuações de Rubens e Vargas mudaram o Atlético dentro de campo. A virada veio com um gol no último lance do jogo, aos 51 da etapa final.

Atlético-MG 3 x 2 Corinthians - 2020

Hyoran comemora um dos gols do Atlético-MG sobre o Corinthians, em jogo do Brasileirão 2020 - Fernando Moreno/AGIF - Fernando Moreno/AGIF
Hyoran comemora um dos gols do Atlético-MG sobre o Corinthians, em jogo do Brasileirão 2020
Imagem: Fernando Moreno/AGIF

Após uma estreia empolgante no Brasileirão com vitória por 1 a 0 sobre o Flamengo, no Maracanã, o Galo treinado por Jorge Sampaoli levou um susto na rodada seguinte e viu o Corinthians abrir 2 a 0 no primeiro tempo. Liderado pelos meias Hyoran (2) e Nathan, o Atlético marcou três vezes em menos de dez minutos e venceu por 3 a 2.

Juventude 1 x 2 Atlético-MG - 2021

Nathan Silva, zagueiro do Atlético-MG, comemora gol sobre o Juventude - Pedro Souza / Atlético-MG - Pedro Souza / Atlético-MG
Nathan Silva, zagueiro do Atlético-MG, comemora gol sobre o Juventude
Imagem: Pedro Souza / Atlético-MG

Em confronto válido pela 15ª rodada, o Galo precisava vencer para assumir a liderança. Mas foi o Juventude que saiu na frente, com gol do atacante Pauinho Bóia, no último lance de etapa inicial. A reação do Atlético começou com Hulk, aos 30 minutos do segundo tempo. O gol da virada e que valeu a liderança foi marcado por Nathan Silva, aos 46. O Atlético assumiu o primeiro lugar para não sair mais.

Atlético-MG 3 x 2 Botafogo - 2012

No encontro de Ronaldinho Gaúcho com Seedorf no futebol brasileiro, o atleticano levou a melhor. O Botafogo até saiu na frente com Andrezinho, mas o Galo empatou e virou com Escudero e Jô, respectivamente. Andrezinho empatou novamente, já nos minutos finais da partida, o que complicava bastante a vida do então líder do Brasileiro. Mas Neto Berola marcou o terceiro gol do Atlético, de cavadinha, aos 43 minutos do segundo tempo, depois do passe de calcanhar do lateral-direito Carlos César.

Cruzeiro 1 x 3 Atlético-MG - 2017

Robinho comemora gol do Atlético-MG no clássico contra o Cruzeiro - André Yanckous/AGIF - André Yanckous/AGIF
Robinho comemora gol do Atlético-MG no clássico contra o Cruzeiro
Imagem: André Yanckous/AGIF

Foi uma edição do Brasileirão com duas viradas sobre o Cruzeiro, ambas por 3 a 1. Mas a partida do segundo turno foi ainda mais especial para o Atlético, diante de um Cruzeiro que havia conquistado a Copa do Brasil algumas semanas antes e num Mineirão repleto de cruzeirenses. Thiago Neves colocou a Raposa na frente, no primeiro tempo, mas o Galo reagiu na etapa final em uma das grandes atuações de Robinho com a camisa alvinegra. Otero empatou o clássico e o Robinho marcou dois belos gols em seguida.

Atlético-MG 2 x 1 Ceará - 2018

O Galo perseguia o líder Flamengo e no último jogo antes da paralisação para a Copa do Mundo, o time mineiro recebeu o Ceará que estava na lanterna da competição. Ótima oportunidade para pontuar e seguir na briga pelo título, mas não foi nada fácil. A equipe cearense marcou primeiro, aos 32 minutos do segundo tempo. Róger Guedes e Luan viraram a partida, com gols aos 35 e 46 minutos da etapa final. Na comemoração do gol da virada, o então presidente atleticano, Sérgio Sette Câmara, rompeu o tendão de Aquiles da perna direita e foi operado alguns dias depois.

Corinthians 1 x 2 Atlético-MG -2021

Hulk, do Atlético-MG, celebra gol contra o Corinthians - Ettore Chiereguini/AGIF - Ettore Chiereguini/AGIF
Hulk, do Atlético-MG, celebra gol contra o Corinthians
Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF

Hulk ainda não era ídolo da torcida alvinegra, e foram atuações como aquela na Neo Química Arena que fizeram o atacante ser respeitado e depois idolatrado pelos atleticanos. O Galo perdia por 1 a 0, com gol de Gustavo Mosquito, mas Hulk tratou de colocar o time mineiro na frente. Foram dois bonitos gols, um de falta e outro de perna direita.

Atlético-MG