PUBLICIDADE
Topo

Copa do Brasil - 2022

Athletico bate Bahia de virada, e Felipão busca o penta da Copa do Brasil

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/06/2022 21h26

Classificação e Jogos

De penta, Felipão entende bem. Tanto que o treinador do quinto título mundial da seleção brasileira segue em busca de mais um título da Copa do Brasil ao dar importante passo no comando do Athletico-PR na vitória sobre o Bahia por 2 a 1, na noite de hoje (22), na Arena Fonte Nova, pelo jogo de ida das oitavas de final do torneio de mata-mata. Todos os gols saíram no primeiro tempo: Lucas Mugni abriu o placar para os mandantes, enquanto Christian e Pedro Rocha marcaram para o Furacão.

O duelo de volta da eliminatória será na Arena da Baixada, em 12 de julho. Com o resultado conquistado em Salvador, o Furacão joga pelo empate para avançar às quartas de final. O time comandado pelo técnico Felipão, que já foi campeão do torneio em quatro oportunidades e detém o recorde de treinador com mais títulos — ganhou em 91, 94, 98 e 2012 —, chegou à décima partida de invencibilidade, com sete vitórias e três empates no período.

O Bahia, por sua vez, precisa vencer por dois gols de diferença para passar de fase no tempo normal - triunfo por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis. Vale lembrar que não há a vantagem do gol fora de casa no torneio.

Agora, Bahia e Athletico-PR voltam a focar no Campeonato Brasileiro. Pela Série B, o Tricolor enfrenta o Novorizontino, no sábado (25), às 16h, e atua novamente na Fonte Nova. No mesmo dia, mas às 16h30, o Furacão recebe o Red Bull Bragantino, na Arena da Baixada, pela 14ª rodada da Série A.

Felipão: rei na Copa do Brasil e série invicta no Furacão

O treinador tem início que se mostra muito promissor no Athletico-PR. São 12 jogos, com oito vitórias, três empates e apenas uma derrota (para o Fluminense, fora de casa pelo Campeonato Brasileiro). Deu passo importante na Copa do Brasil nesta noite, avançou ao mata-mata da Libertadores e ocupa atualmente a terceira colocação do Brasileirão.

Vale lembrar que o veterano de 73 anos é o treinador com mais títulos da Copa do Brasil, com quatro conquistas (1991, 1994, 1998 e 2012). Agora, tenta ampliar o recorde no comando do Athletico-PR.

Quem foi bem: Khellven

O lateral-direito do Athletico-PR teve importante participação ofensiva e deu a assistência para os gols de Christian e Pedro Rocha.

Quem foi mal: Luiz Henrique

O lateral-esquerdo do Bahia teve a infelicidade de escorregar no lance do segundo gol do Athletico-PR. Teve seu lado bastante explorado pelo ataque do Furacão e deu espaços. Acabou substituído no intervalo.

Cronologia: início eletrizante e virada do Furacão

Com menos de 10 minutos de bola rolando, Bahia e Athletico-PR já haviam balançado as redes. Aos 4, Lucas Mugni cobrou falta com perfeição para abrir o placar para o Esquadrão. A resposta do Furacão foi rápida. Christian infiltrou na área para deixar tudo igual aos 9. Os visitantes conseguiram a virada aos 30, com Pedro Rocha. O segundo tempo foi equilibrado, mas o resultado não foi alterado: 2 a 1 para o time de Felipão.

Pedro Rocha, do Athletico-PR, comemora seu gol durante partida contra o Bahia pela Copa do Brasil - Jhony Pinho/AGIF - Jhony Pinho/AGIF
Pedro Rocha, do Athletico-PR, comemora seu gol durante partida contra o Bahia pela Copa do Brasil
Imagem: Jhony Pinho/AGIF

O jogo do Bahia

A equipe de Guto Ferreira teve início animador, mas abaixou o ritmo após abrir o placar logo aos 4 minutos de jogo. Daí em diante, sofreu para encontrar espaços na defesa adversária e foi neutralizada pelos visitantes na maior parte do tempo.

O jogo do Athletico

Os comandados de Felipão mostraram resiliência e não se abalaram com o balde de água fria no início, conseguiram responder rápido e não perderam a confiança no decorrer do jogo.

Athletico-PR acha caminho pela direita

O Furacão buscou a maioria das jogadas pelo lado direito do ataque, com boas subidas de Khellven, fundamental para a vitória. O lateral achou Christian e Pedro Rocha em boas condições de marcar e teve participação importante para a virada dos visitantes.

Danilo Fernandes evita derrota pior

O goleiro do Bahia fez boas defesas no segundo tempo, evitando com que o Furacão ampliasse a vantagem para o jogo de volta.

FICHA TÉCNICA:

BAHIA 1 X 2 ATHLETICO-PR

Competição: Copa do Brasil, ida das oitavas de final
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data e horário: 22 de junho de 2022, às 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC/Fifa)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Cartões amarelos: Jacaré, Rezende, Daniel, Douglas Borel, Guto Ferreira e Rodallega (BAH); Hugo Moura e Nico (CAP)
Gols: Lucas Mugni (BAH), aos 4'/1ºT (1-0), Christian (CAP), aos 9'/1ºT (1-1), Pedro Rocha (CAP), aos 30'/1ºT (1-2)

BAHIA: Danilo Fernandes; Douglas Borel (André), Ignácio, Luiz Otávio e Luiz Henrique (Djalma Silva); Patrick (Raí), Rezende, Lucas Mugni (Lucas Falcão) e Daniel; Davó (Jacaré) e Rodallega. Técnico: Guto Ferreira

ATHLETICO-PR: Bento; Khellven, Pedro Henrique (Matheus Felipe), Nico e Abner; Hugo Moura, Christian (Pedrinho) e Terans (Léo Cittadini); Pedro Rocha (Erick), Pablo (Matheus Babi) e Cuello. Técnico: Felipão