PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Presidente do Flu revela acordo com Banco BTG para busca por investimentos

Mario Bittencourt, presidente do Fluminense, durante coletiva sobre três anos de gestão - Mailson Santana/Fluminense FC
Mario Bittencourt, presidente do Fluminense, durante coletiva sobre três anos de gestão Imagem: Mailson Santana/Fluminense FC

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

13/06/2022 18h05

Mario Bittencourt, presidente do Fluminense, concedeu uma entrevista coletiva na tarde de hoje (13), com um balanço dos três anos de gestão. Durante o evento, o mandatário revelou que o clube assinou um contrato com o Banco BTG Pactual para ir ao mercado em busca de investimentos.

O dirigente indicou que, no estudo, estão contempladas diversas possibilidades e, dentre elas, a constituição de uma SAF (Sociedade Anônima do Futebol) futuramente.

"Ao longo dos últimos meses, falei que a nossa dividia seria equacionada. A gente vem, ao longo dos três anos, estamos equacionando a dívida. Em uma coletiva recente disse que, depois de três anos de trabalho, faltavam mais quatro anos. Mesmo fazendo esse trabalho, estivemos atento às movimentações de mercado. Há 60 dias, assinamos um acordo com o Banco BTG para um estudo do trabalho que o Fluminense realizou até aqui", disse.

"O banco fez uma análise só dos nossos números. Isso virou um trabalho de 50, 60 páginas sobre a avaliação que eles fizeram e confirmou nossas impressões de melhoria. A gente vem conseguindo desempenhar acima do que investe, na visão do banco. Tenho a alegria de dizer que assinamos hoje um contrato com o banco para que possam ir ao mercado para reduzir as dívidas e buscar investimento em um tempo mais curto. Está dentro deste estudo a possibilidade futura da constituição de uma SAF. Essa análise envolve essa possibilidade eventual, mas também com outras duas possíveis", completou.

Além disso, o Mario Bittencourt apontou também que há conversas para uma renovação de contrato com a Betano, atual patrocinadora master. O vínculo entre as partes, assinado em junho do ano passado, é válido por dois, e as tratativas caminham para um novo acordo até meados de 2025.

"O que posso adiantar é que estamos em negociação avançada para a renovação do patrocínio master, tentando estender por mais dois anos, além do que ainda resta. É possível que até o final do mês a gente possa renovar até meados de 2025", disse.

Ainda no decorrer da coletiva, o presidente ressaltou que, em 2019, o Tricolor tinha 31 contratos vigentes, com ganhos de R$ 9 milhões e, na atual temporada, são 28 contratos com R$ 35 milhões destinados ao caixa.

O mandatário também indicou mudanças no departamento de futebol e salientou alguns pontos, como a conquista do Estadual deste ano, a classificação às edições da Libertadores de 2021 e 2022 e um maior aproveitamento da base no elenco profissional, com cerca de 35% dos jogadores.

Além disso, o mandatário disse que "dentro em breve" deve apresentar o planejamento da reforma das Laranjeiras, em um projeto que envolve a Lei de Incentivo à Cultura e terá apoio da TIM.

Veja mais respostas:

Fred

"Fred está de volta ao CT. Ao longo da semana a preparação física, fisiologia e Diniz vão saber dizer o prazo de retorno. Não estou afirmando nada, mas creio que não está apto para domingo, são poucos dias. Poderia colocar como o jogo do Botafogo dia 25 ou 26 de junho, daí em diante até a aposentadoria".

Michel Araújo

"Fizemos o empréstimo e havia uma opção de compra que não foi exercida. Está cumprindo um período de férias, não pode retornar agora. Ao longo desses dias, recebemos algumas sondagens de outros clubes por empréstimo e dissemos 'não'. É um jogador que gostamos. Está fechada a hipótese de uma venda? Não, mas não recebemos. Ele fez uma boa temporada lá. O mercado está retraído. Até outra situação, ele se reintegra e fará parte do nosso grupo'.

Luiz Henrique

"É a data contratual [com o Betis, da Espanha]. Ele viaja no dia 1 ou 2 de julho e se apresenta dia 5".

Venda de jogadores

"Nesse momento, não vamos iludir ninguém. Vamos continuar fazendo as vendas, mas antes que perguntem, não vai ser o André. Estamos negociando a renovação do contrato e está bem encaminhada. É um jogador que a gente consegue manter aqui por mais tempo, não temos proposta, o mercado está muito parado, ainda não aqueceu. Vamos tentar bater a meta no meio do ano, mas o jogador que possa ser vendido não vai ser o André".

Reforços

"Temos a janela, estamos em busca de, pelo menos, dois jogadores para a continuidade do Brasileiro e da Copa do Brasil. Para que a gente possa reforçar. Vamos ter as saídas Fred e do Luiz Henrique em julho. Com a chegada de novas receitas em julho, a gente volta a apontar o nariz para cima. É natural".

Fluminense