PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Corinthians joga mal, é derrotado pelo Cuiabá e pode perder liderança do BR

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

07/06/2022 23h26

Classificação e Jogos

Chegou ao fim a invencibilidade de 11 jogos do Corinthians. O Timão foi superado na noite de hoje (07) pelo Cuiabá, por 1 a 0, na Arena Pantanal, com gol do lateral Uendel. O resultado tirou a equipe do Mato Grosso da zona de rebaixamento da série A do Campeonato Brasileiro e pode arrancar o Alvinegro da liderança em caso de vitórias de Palmeiras e/ou Atlético-MG na sequência da rodada.

Assim como tem acontecido há algumas semanas, o Corinthians não conseguiu desempenhar um bom futebol. A equipe foi apática no primeiro tempo e viu o Cuiabá ser mais agressivo no ataque até conseguir o gol em uma falha do Timão na saída de bola. No segundo tempo, Vítor Pereira mudou a estrutura da equipe, porém o Alvinegro pouco criou e deixou o campo derrotado.

Com a vitória, o Cuiabá chegou aos 11 pontos ganhos na tabela e foi à 15ª colocação — agora fora da zona da degola. O Corinthians estaciona nos 18 pontos e pode perder a liderança caso o Galo derrote o Fluminense, amanhã, no Maracanã, ou o Palmeiras vença o Botafogo, no Allianz Parque, em partida que acontece na quinta-feira (9).

O melhor: Pepê

Organizou as subidas ao ataque do Cuiabá, puxou contra-ataques e serviu bem seus companheiros. De quebra, deu um drible desconcertante em Cantillo no meio de campo e foi parado apenas por um carrinho do zagueiro Gil.

Quem foi mal: Adson

Em que pese o fato de ter sido sacrificado pelo sistema tático ao ter que voltar para o campo de defesa em busca da bola, o meia-atacante não acertou quase nada do que tentou, não criou perigo ao Cuiabá e ainda perdeu a bola que terminou no gol adversário.

Início agitado

Quem demorou alguns minutos a mais para entrar na Arena Pantanal perdeu um bom início de jogo. Aproveitando erros individuais da defesa corintiana, o Cuiabá teve duas boas chances com o centroavante André — a primeira defendida por Cássio e a segunda passando rente à trave. Ainda antes dos dez minutos de partida, o Timão também conseguiu uma boa chance com Gustavo Mosquito, que parou nas mãos de João Carlos.

Meio de campo inoperante

O Corinthians iniciou o jogo com mais posse, porém sem ter o domínio da partida e criando muito pouco no sistema ofensivo. Os zagueiros Robson Bambu, Gil e Raul Gustavo foram os que mais tocaram na bola pela equipe paulista — o que evidencia a dificuldade alvinegra em agredir o adversário. Sem participar da partida, o atacante Róger Guedes recuou e tentou ser o articulador do time, porém sem sucesso.

Lei do ex não falha

O único gol da partida saiu dos pés do lateral Uendel, capitão do Cuiabá e ex-atleta do Corinthians. Depois de um erro do Timão na saída de bola, o meia-atacante Adson foi desarmado ainda no campo de defesa e a bola sobrou para o camisa 6, que dominou e bateu cruzado, rasteiro, acertando a rede próxima ao pé de trave, dificultando qualquer ação de Cássio.

Corinthians nervoso e VP agitado

Em desvantagem, o Timão tentou sair para o ataque para tentar recuperar o prejuízo ainda no primeiro tempo. Desorganizada, a equipe não conseguiu chegar ao campo de ataque e demonstrou nervosismo em campo com Raul Gustavo e Du Queiroz sendo amarelados. Antes do intervalo, o técnico Vítor Pereira mandou Renato Augusto, Lucas Piton e Júnior Moraes ao aquecimento.

Quatro substituições de uma vez só

Completamente insatisfeito com o futebol apresentado pelo Corinthians no primeiro tempo, o técnico português fez quatro substituições no intervalo: Renato Augusto, Giuliano, Lucas Piton e Júnior Moraes entraram em campo nas vagas de Adson, Du Queiroz, Bruno Melo e Robson Bambu, respectivamente.

Róger Guedes na esquerda

Com as mudanças, o Corinthians passou a jogar no 4-3-3 e o atacante Róger Guedes teve a oportunidade de atuar aberto pelo lado esquerdo do ataque — posição onde mais se sente confortável. Recentemente, o camisa 9 e Vítor Pereira tiveram rusgas nos bastidores do CT Joaquim Grava justamente pelo fato de o português não o escalar naquela faixa do campo.

Só dá Cuiabá

Reconfigurado e com uma formação mais experiente em campo, o Corinthians viu o Cuiabá ficar muito próximo de ampliar o marcador no início do segundo tempo. A equipe do Centro-Oeste desperdiçou uma oportunidade com Alan Empereur após cobrança de escanteio e, na sequência, André tentou um passe de letra no meio de campo e matou um contra-ataque promissor.

Corinthians equilibra a partida

Depois dos dez primeiros minutos da etapa final, o Corinthians se encontrou taticamente na partida e passou a ser o protagonista do confronto na Arena Pantanal. Os meias Giuliano e Renato Augusto conseguiram organizar a equipe e acuaram o Cuiabá em seu campo de defesa.

Manifesto nas arquibancadas e jogo paralisado

Por três minutos, a partida na Arena Pantanal ficou paralisada pelo árbitro Marcelo de Lima de Henrique. Alguns torcedores do Corinthians acenderam sinalizadores nas arquibancadas e estenderam uma faixa criticando o valor do ingresso a R$ 200. A suspensão do jogo em casos como este é uma recomendação da CBF.

Pressão corintiana e Valdívia expulso

Nos minutos finais, o Corinthians se lançou ao ataque, 'chuveirou' bola na área adversária, mas não criou nem um lance sequer de grande perigo. Em uma arrancada de Mantuan pela direita, o meia Valdívia o derrubou com carrinho e recebeu o cartão amarelo. O VAR foi acionado, o árbitro reviu o lance e decidiu expulsar o jogador do Cuiabá — que fez o que pôde para se segurar na defesa e garantir os três pontos em casa.

Próximos jogos

O Cuiabá volta a campo no próximo sábado (11), às 19h (de Brasília), para enfrentar o Red Bull Bragantino, na Arena Pantanal, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Corinthians joga no mesmo dia, às 16h30, contra o Juventude, na Neo Química Arena, também pela série A do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

CUIABÁ 1x0 CORINTHIANS
Motivo: 10ª rodada da Série A do Brasileirão 2022
Data e horário: 7 de junho de 2022 (terça), às 21h30 (de Brasília)
Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (CE)
Assistentes: Nailton Júnior de Sousa Oliveira (CE) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)
VAR: Rafael Traci (SC)

Gols: Uendel, aos 35' do 1º tempo (1-0)

Cartões amarelos: João Carlos (Cuiabá); Raul Gustavo e Du Queiroz (Corinthians)
Cartões vermelhos: Valdívia (Cuiabá)

Cuiabá: João Carlos; João Lucas, Alan Empereur, Marllon e Uendel; Camilo, Rafael Gava (Marcão Silva) e Pepê (Paulão); André Luís, Felipe Marques (Valdívia) e André Felipe (Jenison). Técnico: Bernardo Franco.

Corinthians: Cássio; Robson Bambu (Júnior Moraes), Gil e Raul Gustavo; Gustavo Mantuan, Cantillo, Du Queiroz (Giuliano) e Bruno Melo (Lucas Piton); Gustavo Mosquito (Wesley), Adson (Renato Augusto) e Róger Guedes. Técnico: Vítor Pereira.

Futebol