PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Promessa do Grêmio usa futevôlei para aprimorar rendimento em campo

Guga, atacante de 15 anos do Grêmio, durante jogo pelo time - Divulgação
Guga, atacante de 15 anos do Grêmio, durante jogo pelo time Imagem: Divulgação

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

28/05/2022 04h00

Classificação e Jogos

Ser nascido e criado na praia facilita para quem quer praticar futevôlei. E uma promessa do Grêmio resolveu unir o útil ao agradável. Guga, atacante de apenas 15 anos, usa a prática do esporte nas areias para melhorar o rendimento em campo, e tem surtido efeito.

O jovem é natural de Fortaleza (CE) e sempre praticou futevôlei enquanto atuava, primeiro em torneios de futsal, e depois nas categorias de base. Além do Tricolor gaúcho, passou pelo Fortaleza também.

A transferência para o Sul veio em 2019 e houve um empecilho natural da carreira de atleta: a distância da família. Não bastasse isso, o frio do Rio Grande do Sul assustou o cearense.

"O começo sempre é muito difícil. Mas sempre fui muito tranquilo e consegui me adaptar o mais rápido possível. A adaptação foi tranquila, mas ficar longe da família é difícil. Mesmo distante, eles sempre se fizeram muito presentes e agora, depois de cerca de três anos, consegui trazer eles para cá", contou ao UOL Esporte.

"O frio foi uma de minhas maiores dificuldades. A diferença é muito grande de um lugar para outro. É totalmente o oposto. Até hoje eu sinto muita diferença, mas consegui me acostumar", completou.

Futevôlei ajudou

O futevôlei o acompanhou durante toda a formação. Guga alternava treinos e jogos nas areias do Ceará. Hoje, acredita que isso melhorou seus gestos em campo e se reflete no futebol atualmente.

"Sempre gostei muito de futevôlei. Com a pandemia e a busca pelos esportes ao ar livre, comecei a praticar ainda mais nas praias de Fortaleza e virou uma paixão. Acho que é um esporte que ajuda demais nós, atletas. O controle de bola e o cabeceio são fatores que evoluem muito com a prática do futevôlei", comentou.

Guga, atacante de 15 anos, em ação pelas categorias de base do Grêmio - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

O esporte tem outro forte adepto no Grêmio. Diego Souza, artilheiro do time treinado por Roger Machado, não esconde que é adepto do futevôlei. Um bom sinal para o jovem que também é atacante.

"Com a vinda aqui para Porto Alegre e os treinos e jogos, diminui a prática. Mas é claro que nas férias, quando vou para Fortaleza (CE), pratico bastante. Sempre que puder, vou continuar praticando, pois vejo que me traz muitos benefícios dentro do futebol", comentou.

Guga faz parte do time sub-17 do Grêmio e no ano passado chegou a ser convocado para seleção brasileira sub-15.

"Foi uma experiência maravilhosa. Foi um sonho realizado fazer parte da Seleção Brasileira. Nunca imaginei isso e chegar até lá foi inacreditável. Foram cerca de 10 dias de treinos intensos e espero ir novamente. Vejo que foi fundamental para meu crescimento", contou.

O plano agora é seguir se destacando no Tricolor para levar as habilidades ganhas com o futevôlei para o time principal.

"Penso muito no meu futuro e meu objetivo é continuar se destacando no Grêmio. Posso assinar meu primeiro contrato profissional apenas em setembro, quando completo 16 anos, e quero fazer história aqui dentro", finalizou.

Grêmio