PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões - 2021/2022

Polícia usa gás de pimenta antes da Champions; reportagem do UOL é atingida

Bruno Andrade e Diego Garcia

Para o UOL, em Paris (França)

28/05/2022 16h19

Classificação e Jogos

O pré-jogo da final da Liga dos Campeões de 2021/22 entre Liverpool e Real Madrid foi marcado por muita confusão, brigas e invasões de torcedores sem ingresso ao Stade de France. Os diversos problemas fora de campo levaram a Uefa a atrasar o jogo, que, depois de muita indefinição, começou com 35 minutos de atraso, às 16h35 (Horário de Brasília).

A reportagem do UOL acompanhava a confusão ao lado da grade do estádio quando policiais que faziam a segurança do evento usaram gás de pimenta contra fãs ingleses que tentavam se aproximar das catracas de entrada e foi atingida. Vários outros jornalistas estrangeiros passaram pelo mesmo sufoco.

O uso do gás aconteceu quando alguns torcedores locais e principalmente do Liverpool resolveram pular as grades de vários portões, inclusive o "U", destinado à imprensa. A ação gerou correria com a polícia. Outros torcedores, aglomerados de forma forçada pela ação policial, tentaram forçar as barras de ferro, enquanto os policiais lançavam mais gás de pimenta para dispersar. Neste momento, vários pontos de correrias foram gerados entre os seguranças e os fãs que ficaram para fora do Stade de France.

Com capacidade neste sábado para 70 mil pessoas, o estádio francês, que originalmente pode abrigar 80 mil, foi dividido com 20 mil ingressos para cada torcida, com o restante destinado para patrocinadores e convidados especiais.

Apesar da estratégia de divisão, mais de 70 mil ingleses teriam viajado à capital francesa, segundo números divulgados pela imprensa local. Milhares deles, inclusive, estiveram nos portões do palco da partida, onde aconteceram a maior parte dos confrontos com a polícia. Também há registros de roubos na região do bairro de Saint-Denis - relatados por jornalistas franceses.

Muitos torcedores que chegaram em cima da hora, no meio da confusão, não foram obrigados a mostrar os respectivos ingressos nem sequer foram revistados. Tudo isso para evitar que os mesmos ficassem presos entre as catracas e, possivelmente, com lesões graves.

A segurança no entorno do Stade de France tomou a iniciativa de criar um perímetro na tentativa de brecar pessoas sem bilhetes ou credenciamento. De nada adiantou. Por enquanto, a Uefa, responsável pela organização da Liga dos Campeões, e nem mesmo as autoridades públicas da França não prestaram qualquer comunicado oficial sobre os acontecimentos.

Novas invasões no intervalo

Cerca de 40 torcedores conseguiram invadir o setor U, no anel inferior no Stade de France, durante o intervalo. Eles aproveitaram a ineficiência da segurança para forçar a passagem e entrar. Sem poltronas, se acomodaram nas escadarias para torcer.