PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jogador da seleção chilena arranja confusão ao ser barrado em show; entenda

Gary Medel, hoje com 34 anos, não conseguiu entrar em show de cantora colombiana e se revoltou com funcionários - Chris Brunskill/Fantasista/Getty Images
Gary Medel, hoje com 34 anos, não conseguiu entrar em show de cantora colombiana e se revoltou com funcionários Imagem: Chris Brunskill/Fantasista/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

27/05/2022 17h04

O zagueiro Gary Medel, atualmente no futebol italiano e constantemente convocado para a seleção chilena, arranjou uma grande confusão na noite de ontem em seu país de origem (assista abaixo).

O impasse começou quando o jogador de 34 anos tentou, com ingressos comprados, entrar no local do show da cantora colombiana Karol G, mas acabou barrado pelos organizadores.

Irritado com o impedimento, ele iniciou uma live no Instagram e passou a criticar a atitude de dois homens da autoridade sanitária, que acabaram sendo filmados e ofendidos.

O motivo da medida da organização tem relação com as vacinas contra a covid-19. Medel, que diz ter tomado as doses indicadas, não apresentou o seu "passaporte de mobilidade" — algo semelhante ao que ocorre no Brasil com os comprovantes de imunização. Por isto, sua entrada no local não foi permitida.

No Twitter, as autoridades de saúde do Chile reiteraram a necessidade do comprovante em eventos realizados em espaços reduzidos.

"Todo cidadão precisa de um passe de mobilidade habilitado para poder entrar em um evento indoor com capacidade reduzida. O Sr. Medel não apresentou um Passe de Mobilidade Chileno válido. O respeito pela norma e pelo outro é essencial para a nossa convivência social", escreveu a página da Seremi (Secretaría Regional Ministerial).

Com a cabeça mais fria, o próprio jogador se manifestou hoje, também na rede social, e pediu desculpas pela confusão.

"Eu equivoquei. Não importa o motivo e a razão. Minha corrente se soltou. Peço desculpas aos atingidos pois foi um momento de raiva, mas nada justifica o ocorrido. [...] Repito novamente que cometi um erro e que o respeito vem em primeiro lugar em qualquer situação. Reitero desculpas a todas as pessoas e, em especial, aos funcionários de saúde, que tanto fizeram em tempos de pandemia para nosso país", escreveu Medel.

Futebol