PUBLICIDADE
Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro Cezar sobre racismo: 'Que a Conmebol tome medidas mais drásticas'

Do UOL, em São Paulo

26/05/2022 14h56

Classificação e Jogos

A festa do Ceará pela classificação inédita para as oitavas de final da Copa Sul-Americana foi ofuscada por mais um caso de racismo no futebol sul-americano, com torcedores do Independiente imitando macacos em provocação à torcida do clube brasileiro.

Na Live do Mauro Cezar, transmitida pelo Canal UOL, o jornalista afirma que espera medidas mais rigorosas por parte da Conmebol, que poderá punir o clube argentino com jogos sem público após mais um episódio de racismo. Ele geralmente é contrário à medidas que restringem todos os torcedores pelo ato de alguns, mas considera que neste caso é preciso punir de forma mais exemplar.

"Espero que a Conmebol tome medidas mais drásticas. Eu não sou muito favorável a essa coisa de tirar o público por conta de uma pessoa, mas esse negócio está passando do limite, eu acho que tem que ser tratado como uma exceção, isso tem que parar", diz Mauro Cezar.

O colunista do UOL considera que os clubes só vão passar a agir de forma mais clara quando a entidade que organiza a Libertadores e a Copa Sul-Americana resolver aplicar multas em valores bem mais elevados, que tenham impacto direto no caixa.

"Eu acho ainda que ao invés de jogo sem público, deveria aplicar uma multa de US$ 1 milhão. Na hora que um clube desses tomar uma porrada de US$ 1 milhão, que seria hoje quase R$ 5 milhões, aí a coisa vai mudar, aí o clube vai se preocupar em identificar torcedor, em processar o torcedor que se comporta assim de acordo com as leis do país, em fazer algo para acabar com isso. Multinha de R$ 140 mil, no caso US$ 30 mil, isso não vai mudar nada, o cara paga a multa e segue o jogo", diz Mauro Cezar.

"Tirar o público não adianta porque a renda do jogo não seria de US$ 1 milhão ou de US$ 500 mil, a renda certamente seria menor. Então, o cara deixa de arrecadar um valor que também não é tão significativo assim. Agora, se a Conmebol desse uma multa pesada, vou até mais longe, deveria dar a multa e esse dinheiro ser revertido para uma caridade, alguma coisa do gênero ou para o clube cuja torcida foi ofendida. Talvez isso fizesse com que as pessoas pensassem um pouco antes de manifestar seu racismo como muitos têm feito em estádios", conclui.

A próxima edição da Live do Mauro Cezar será na quinta-feira (2). Você pode acompanhar a live pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do UOL Esporte ou no canal do UOL Esporte no Youtube.