PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Rafael Cabral diz que Fábio é insubstituível: 'Não vou chegar perto'

Rafael Cabral foi convidado do programa "Bem, Amigos!", do SporTV - Reprodução / SporTV
Rafael Cabral foi convidado do programa "Bem, Amigos!", do SporTV Imagem: Reprodução / SporTV

Colaboração para o UOL

24/05/2022 00h00

O goleiro Rafael Cabral afirmou, hoje (23), que Fábio, seu antecessor na meta do Cruzeiro, é insubstituível na história do clube mineiro.

"Eu estou vindo aqui para construir a minha história, fazer meu trabalho. Aquilo que ele [Fábio] conquistou, jogando 17 anos? eu não vou chegar nem perto daquilo que ele viveu", disse em entrevista ao programa "Bem, Amigos!", do SporTV.

Perguntado por Cléber Machado, que apresentava o programa, sobre a responsabilidade de substituir um dos maiores ídolos do Cruzeiro, Rafael se limitou a dizer que é "fundamental" entender que não é possível ocupar o lugar de Fábio no coração da torcida.

"Eu não vejo como uma substituição, eu vejo como uma sucessão. Eu acho que a história dele é insubstituível, assim como ele não apagou a história de outros que passaram no clube, como o Dida, Gomes, Raul Plassmann", acrescenta o goleiro.

Rafael ainda disse que Fábio é seu "ídolo". Ele revela a frustração de não ter encontrado o goleiro em uma de suas convocações à Seleção Brasileira.

"Fui convocado para a Seleção uma vez, e ele também foi convocado. E ele acabou sendo cortado por lesão, e eu fiquei triste demais, porque eu queria ter trabalhado com ele", completa.

Futebol