PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Juca e Trajano dão cartão vermelho à homofobia: 'Tem que parar com isso'

Colaboração para o UOL, em Aracaju

24/05/2022 16h33

O clássico entre Corinthians e São Paulo do último domingo (22), empate por 1 a 1 na Neo Química Arena, pelo Brasileirão, ficou marcado por cantos homofóbicos de parte da torcida da casa contra o rival. O Majestoso chegou a ser paralisado no segundo tempo pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio, que relatou o episódio na súmula da partida. Vale ressaltar que, durante o jogo através do telão e do sistema de som e depois pelas redes sociais, o Corinthians repudiou a homofobia.

No Cartão Vermelho #12, transmitido nesta terça-feira (24) pelo UOL Esporte, os jornalistas Juca Kfouri e José Trajano protestaram contra o episódio e deram cartão vermelho à parte da torcida corintiana reproduziu os cantos preconceituosos. Juca, inclusive, lembrou a história de luta e resistência do Clube do Parque São Jorge contra o autoritarismo.

"O cartão vermelho é óbvio, contra a homofobia, pelo episódio que muito me envergonhou como corintiano acontecido em Itaquera contra os são-paulinos. Não é possível que a torcida do clube que teve a Democracia Corintiana, clube do Dr. Sócrates, que essa torcida cuspa na história do Corinthians e, em coro, chame a torcida e os jogadores rivais de bichas."

"Primeiro que ser bicha não é demérito para ninguém, é uma questão de vida, orientação sexual, as pessoas nascem como são, sobre o que ninguém tem nada a ver. E depois fico me perguntando se, entre aquelas pessoas todas que estão ali chamado o São Paulo de bicha, não há nenhum gay, com uma irmã gay, um irmão gay, descoberto um pai gay. Está na hora de parar com isso", afirmou Juca.

Trajano também repudiou os cantos homofóbicos ouvidos na Neo Química Arena e lembrou que o samba-enredo da Gaviões da Fiel no Carnaval de São Paulo deste ano, intitulado "Basta", foi justamente contra... o preconceito — além da desigualdade e injustiça.

"A Gaviões da Fiel teve no desfile de Carnaval esse ano um enredo contra a homofobia. Aí chega no jogo de futebol uma parte de idiotas tem esse comportamento, mas é só uma parte, mas tem muito corintiano indignado com esses cantos homofóbicos."

A próxima edição da live do programa Cartão Vermelho será na próxima terça-feira (31). Você pode acompanhar a live pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do UOL Esporte ou no canal do UOL Esporte no Youtube.

Futebol