PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Brino: 'Santos decepcionou o torcedor e o jogo na Vila foi pura sofrência'

Colaboração para o UOL, em Aracaju

24/05/2022 23h00

O Santos se classificou às oitavas de final da Copa Sul-Americana, mas nem venceu nem convenceu. O Peixe jogou quase 40 minutos com dois jogadores a mais, só empatou por 1 a 1 contra o já eliminado Banfield e deixou a Vila Belmiro sob vaias. Com a igualdade em casa, a classificação só veio nos critérios de desempate contra o Unión La Calera, já que o time da Baixada marcou um gol a mais.

Na Live do Santos, transmitida pelo UOL Esporte após os jogos do Peixe, os jornalistas Gabriela Brino e Maurício Barros criticaram bastante a atuação da equipe contra o Banfield. Presente na Vila Belmiro, Brino ressaltou a falta de produtividade do ataque santista e disse que o jogo foi "pura sofrência" para o torcedor que assistiu à partida no estádio.

"O torcedor ficou muito angustiado ao longo do jogo, principalmente quando vieram as expulsões. Se esperava um time mais produtivo e ofensivo, mas o que se viu foi um Santos com muito receio, torcendo para acabar o jogo, tiveram que contar com o resultado da Católica e só por isso veio a classificação. Teve vaia no final do jogo, o torcedor não ficou feliz com o Santos e eu concordo com o torcedor, hoje o que a gente viu não representa o Santos."

"Hoje a escalação foi mais diferente, Bustos colocou um time misto em campo, a grande maioria titular mas ainda assim um time misto, e mesmo assim se esperava uma equipe que não sofresse tanto assim, mas no fim das contas foi totalmente o contrário. O Santos teve muitos erros individuais, muita dificuldade para manter a bola no pé, além de um ataque muito pouco expressivo, não participaram praticamente em nenhum momento", continuou Brino.

"Tanto o (Lucas) Braga como o Rwan fizeram jogos muito ruins, a bola até chegou, mas a decisão final foi muito ruim, e começou uma sofrência absurda na Vila Belmiro, porque por mais que a torcida empurrasse o time, e empurrou, gritaram bastante, mas o Santos não conseguiu corresponder dentro de campo. No segundo tempo foi pura sofrência, tinha torcedor orando pelo gol da Católica no final", completou a repórter do UOL.

Mesmo com a classificação, Barros não aliviou para Fabián Bustos e companhia e definiu a classificação como melancólica. Segundo ele, caso repita o nível da atuação contra o Palmeiras no fim de semana pelo Brasileirão, o Peixe corre risco de ser goleado em casa pelo rival.

"Foi absolutamente decepcionante. O Santos com dois jogadores a mais desde os 15 minutos do segundo tempo e para se classificar dependeu de um gol da Católica contra o La Calera. Terminou o jogo com dois a mais e rezando para acabar o jogo, foi feio demais."

"Não me lembro de uma classificação tão melancólica, o time tinha dois a mais e o treinador mandando o time voltar, porque não interessava mais fazer gol, mas sim não tomar. Foi uma noite para esquecer na Vila Belmiro, que coisa horrível que foi, se jogar contra o Palmeiras assim leva uma sacola", finalizou Barros.

A próxima edição da Live do Santos será no domingo (29), logo após a partida contra o Palmeiras, pelo Brasileirão. Você pode acompanhar a live pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do Santos no UOL Esporte ou no canal do UOL Esporte no YouTube.

Futebol