PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Lavieri critica uso do VAR no Brasil: 'Intervencionista e mal utilizado'

Colaboração para o UOL, do Recife

23/05/2022 16h44

Classificação e Jogos

A 7ª rodada do Brasileirão ficou marcada por polêmicas em relação aos critérios do árbitro de vídeo. Ao menos em dois jogos, Santos x Ceará e Fortaleza x Fluminense, o VAR foi acionado em lances que geraram muita discussão entre torcedores e na imprensa especializada. Em ambos, gols foram anulados por conta de faltas cometidas (e não marcadas em campo) no início dos lances, mas até onde se pode "rebobinar" uma jogada de futebol?

Na Live do Danilo e do Vitão, transmitida pelo UOL Esporte toda segunda, quarta e sexta às 15h, os jornalistas Danilo Lavieri e Vitor Guedes debateram as polêmicas de arbitragem do Brasileirão. Ambos criticaram os gols anulados de Fortaleza e Santos. O Peixe, aliás, estaria no G-4 do campeonato caso o gol de Léo Baptistão tivesse sido validado. Na opinião de Lavieri, o VAR é muito intervencionista no futebol brasileiro e interfere em lances subjetivos.

"O VAR aqui é muito interpretativo, muito intervencionista perto do protocolo ideal. O protocolo muitas vezes não é respeitado no Brasil, o que inviabiliza o uso. O VAR nasceu para acabar com erros grosseiros, uma banheira, uma mão com braço esticado, mas aqui a gente começou a ver intervenção em lances que não eram para ser revistos pelo VAR."

"Sou a favor do VAR, mas ele é muito mal utilizado no Brasil, não à toa não teremos árbitros de vídeo brasileiros na Copa do Mundo", acrescentou Lavieri.

Marcação do VAR na anulação do gol de Cano no Fortaleza x Fluminense - Reprodução/CBF - Reprodução/CBF
Marcação do VAR na anulação do gol de Cano no Fortaleza x Fluminense
Imagem: Reprodução/CBF

No jogo entre Fortaleza e Fluminense, Cano também teve um gol anulado pelo VAR em lance ajustado de impedimento (veja ao lado). O problema é que, na imagem divulgada durante a partida, não fica claro para o torcedor que o atacante tricolor está à frente da zaga leonina. O colunista do UOL disse que, com a implementação do árbitro de vídeo, a regra de impedimento deve ser revisada e atualizada.

"Como o VAR não vai deixar de existir, o que tem que acontecer, especialmente porque todos os gols são analisados, é mudar a regra do impedimento. Hoje se fala em levar vantagem na posição, quando for mesma linha, como nesse caso, ou com as linhas muito próximas, tem que mudar, não pode continuar assim. Uma coisa é o impedimento antes e outra depois do VAR", opinou Lavieri.

Em relação ao gol anulado do Santos, Vitão classificou como "absurda" a interferência do árbitro de vídeo. Após a partida, a CBF divulgou os áudios e imagens do VAR, o que para ele deixou o intervencionismo ainda mais evidente.

"Em Santos e Ceará foi um escândalo o que aconteceu. Foi um lance de dividida antes no meio de campo, passa 200 jogadas, tem bola aberta na esquerda, vem o cruzamento e sai o gol. E o VAR piora, no áudio você vê que o cara ficou caçando assunto para ver se achava alguma coisa, é uma vergonha e que muda a tabela, o Santos estaria no G-4 do Brasileirão."

A próxima edição da Live do Danilo e do Vitão será na quarta (25). Você pode acompanhar a live pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do UOL Esporte ou no canal do UOL Esporte no Youtube.

Futebol