PUBLICIDADE
Topo

Futebol

'Não fui feliz jogando futebol', diz Coutinho sobre passagem no Barcelona

Philippe Coutinho foi um dos destaques do Aston Villa na goleada sobre o Southampton, pelo Campeonato Inglês - Eddie Keogh/Getty Images
Philippe Coutinho foi um dos destaques do Aston Villa na goleada sobre o Southampton, pelo Campeonato Inglês Imagem: Eddie Keogh/Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo (SP)

22/05/2022 08h53

O meio-campista brasileiro Philippe Coutinho, agora no Aston Villa, revelou, em entrevista ao Daily Star publicada hoje (22), que não foi feliz jogando futebol pelo Barcelona.

"Durante muito tempo, não fui feliz jogando futebol, mas estou feliz aqui novamente. Por isso decidi ficar", disse Coutinho, enaltecendo a permanência no Aston Villa.

Inicialmente, o brasileiro foi contratado apenas por empréstimo pelo clube inglês. Coutinho fez esforço para ficar e reduziu cerca de 70% do salário para se enquadrar nas possibilidades financeiras do clube, que adquiriu, em definitivo, os direitos econômicos do meia.

Coutinho já havia dito anteriormente que não se arrepende de ter saído do Liverpool para o Barcelona. Na entrevista ao Daily Star, o brasileiro disse que jogar pelo clube espanhol era seu sonho e que ele está mais forte mentalmente agora:

"Não foi a experiência que eu esperava, mas a vida é assim. Aprendi muito nesse tempo. Foi um momento muito difícil para mim, mas me fortaleceu mentalmente. Agora sinto mais amor pelo jogo. Faz parte dos altos e baixos da vida. O meu sonho era jogar no Barcelona desde criança. Mas agora está no passado e estou ansioso pelo meu futuro no Aston Villa".

Philippe Coutinho, durante partida do Barcelona - Pau BARRENA / AFP - Pau BARRENA / AFP
Philippe Coutinho, durante partida do Barcelona
Imagem: Pau BARRENA / AFP

A imprensa espanhola não poupou críticas à passagem de Coutinho no Barcelona e chegou até a considerar "irrelevante". Sobre a decisão de ir ao Aston Villa, o brasileiro revelou que o técnico Gerrard, ex-parceiro de Liverpool, influenciou muito na escolha.

"Vim para o clube porque ele me chamou. Conversamos sobre muitas coisas e foi meu primeiro contato com o clube. Não demorei muito para decidir porque queria jogar e esta foi uma grande oportunidade. Ele sempre me pede para jogar e criar coisas", finalizou.

Futebol