PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Daniel acumula falhas em momentos decisivos e tem posto ameaçado no Inter

Daniel (e) tem posto ameaçado por Keiller (d) no gol do Inter - Ricardo Duarte/Inter
Daniel (e) tem posto ameaçado por Keiller (d) no gol do Inter Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

22/05/2022 04h00

Classificação e Jogos

Daniel falhou no gol de Valdivia no empate em 1 a 1 entre Inter e Cuiabá, ontem (21), pela sétima rodada do Brasileiro, na Arena Pantanal. A cobrança de falta foi forte, mas baixa e praticamente em cima dele, que tocou na bola e a viu entrar. O novo equívoco entra para lista de lances em que os erros se repetiram em momentos decisivos e deixa a posição do goleiro ameaçada no time de Mano Menezes.

Siga o UOL Esporte no

Não precisa pensar muito para achar falhas de Daniel na temporada. A principal delas não foi a falta cobrada por Valdívia, mas por Fernando, do Globo-RN. Na ocasião, Daniel tentou segurar e viu a bola passar entre suas pernas e ir, mansamente, para a rede. O gol abriu caminho para eliminação do Inter na primeira fase da Copa do Brasil.

E não foi erro isolado. Na semifinal do Campeonato Gaúcho, mais uma vez o camisa 1 do Inter foi vilão, e dessa vez no clássico contra o Grêmio. Adiantado, ele até tocou na bola batida sem tanta força por Bitello, mas sem conseguir evitar que ela acabasse nas redes. O Tricolor venceu no Beira-Rio por 3 a 0.

Ainda houve lances que geraram debate, como o gol sofrido contra o Guaireña, no Beira-Rio, pela Sul-Americana, em que ele estava muito adiantado. O gol de Raul Gustavo, do Corinthians, no 2 a 2 pelo Brasileiro ou mesmo a forma que ele foi driblado por Hulk no gol inaugural da derrota por 2 a 0 na estreia do Brasileiro.

Daniel também apareceu no jogo contra o Cuiabá com uma boa defesa em conclusão de fora da área de Valdivia, no primeiro tempo. Mas o lance ocorreu depois de duas tentativas de reposição para fora em que por pouco ele não perdeu a bola.

O debate sobre a permanência dele ou não como titular do gol do Inter é reforçado pelo reserva, Keiller.

Um dos destaques da temporada passada quando esteve emprestado à Chapecoense, ele foi chamado de volta para concorrer por posição na equipe. No único jogo em que foi utilizado em 2022, foi destaque absoluto da partida, empilhando boas defesas.

A escolha deve partir das atividades dos próximos dias. Keiller ainda não foi utilizado por Mano Menezes, que desde sua chegada mantém o mesmo.

Esta é a primeira vez que Daniel é questionado de forma mais forte. Sua titularidade veio de forma definitiva com Diego Aguirre, na temporada passada, substituindo Marcelo Lomba. No entanto, ele não concluiu o ano na posição, pois sofreu uma lesão e ficou afastado da conclusão dos jogos. Até então, neste ano ele já disputou 25 partidas e sofreu 26 gols.

Internacional