PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Vitória tranquila 'descansa' SPFC e amplia opções de Ceni para clássico

Rogério Ceni, técnico do São Paulo, em partida pela Copa Sul-Americana - Marcello Zambrana/AGIF
Rogério Ceni, técnico do São Paulo, em partida pela Copa Sul-Americana Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

20/05/2022 04h00

Classificação e Jogos

O tradicional rodízio de Rogério Ceni no elenco São Paulo ganhou uma ajuda com a tranquila vitória sobre o Jorge Wilstermann, por 3 a 0, ontem (19), pela Copa Sul-Americana. O placar permitiu que o treinador administrasse os minutos dos atletas e ampliasse as opções para o jogo contra o Corinthians, na Neo Química Arena, pelo Brasileirão, no próximo domingo (22).

Titular absoluto da lateral direita, Rafinha começou jogando contra a equipe boliviana, mas saiu logo aos 13 minutos do segundo tempo. Pelo lado esquerdo, Welington, que também vem sendo bastante aproveitado e internamente tem status de titular, atuou apenas na primeira etapa, deixando o campo para a entrada de Reinaldo. No ataque, Eder atuou durante os 90 minutos.

"Não foi um jogo tão puxado, porque nós conseguimos manter a posse de bola, trocar muito passe. Não foi uma coisa que cansou para domingo. Não teve nenhum jogador, dos que estavam sendo observados para começar o jogo, que esteja extenuado. Mesmo aqueles que jogaram 90 minutos, caso do Patrick, Rigoni, Éder, acho que estarão ok para esse jogo de domingo", disse Ceni, em entrevista coletiva depois da partida.

A vitória também foi usada como recuperação para Rodrigo Nestor. Ausente dos últimos dois jogos por causa de uma indisposição, o meia atuou por pouco mais de 60 minutos e saiu de campo com dois gols marcados e uma assistência. Na coletiva, Ceni afirmou que o plano inicial era que ele atuasse apenas por 45 minutos. "Estava animado, quase fez o terceiro gol, pediu para jogar mais dez minutinhos".

Mesmo antes de encontrar um adversário tecnicamente mais frágil, Ceni já havia manejado o elenco para descansar outros atletas de olho no Corinthians. Arboleda, Léo e Diego Costa não foram nem sequer relacionados e surgem como possibilidades para o sistema defensivo.

Muitas vezes utilizado como zagueiro, Léo costuma ser opção para a lateral-esquerda, sua função de origem, quando Ceni opta por um sistema de jogo mais cauteloso nos jogos fora de casa. Ele deve disputar a vaga com Welington, já que o treinador disse em mais de uma oportunidade que não gosta de jogar com Reinaldo e Rafinha juntos, por preferir pelo menos um lateral com características mais defensivas.

Rogério Ceni terá dois treinos para definir a equipe que enfrentará o Corinthians. O São Paulo se reapresenta hoje (20) na parte da tarde, no CT da Barra Funda, e fará outra atividade no sábado, em horário ainda não divulgado.

São Paulo