PUBLICIDADE
Topo

Santos

Santos cerca e mantém interesse em lateral que pode 'melar' Eliminatórias

Byron Castillo, durante partida entre Equador e Argentina - Jose Jacome - Pool/Getty Images
Byron Castillo, durante partida entre Equador e Argentina Imagem: Jose Jacome - Pool/Getty Images

Lucas Musetti Perazolli

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

20/05/2022 04h00

Classificação e Jogos

O Santos não conseguiu contratar Bryon Castillo em março, mas mantém o interesse no lateral direito do Barcelona de Guayaquil, envolvido em uma investigação da Fifa.

Byron é jogador da seleção do Equador e teria nascido em General Villamil, cidade litorânea próxima da capital Quito. A Associação Chilena de Futebol, porém, denunciou a possibilidade do atleta ser natural de Tumaco, na Colômbia, fronteira com Villamil. Caso a escalação irregular seja comprovada, o Equador poderia não ir à Copa do Mundo do Qatar, o Peru teria vaga direta e o Chile iria para a repescagem.

Enquanto o processo corre na Fifa, o Santos tenta se manter próximo a Castillo e seus empresários. E o principal trunfo é Fabián Bustos, entusiasta do lateral. O técnico trabalhou no Barcelona de Guayaquil e vê Byron capaz de ser o melhor da posição no Brasil.

O Santos acredita que o imbróglio pode diminuir o preço para a compra dos direitos de Byron Castillo, principalmente se o Equador for desclassificado da Copa do Mundo. Um dos argumentos do Barcelona para recusar as propostas santistas foi a valorização do Mundial no Qatar.

O Santos pretende tentar trazer Castillo novamente em julho, na reabertura da janela internacional de transferências. Em março, o Barcelona de Guayaquil pediu cerca de R$ 15 milhões pelo jogador.

O Peixe conta com dois laterais direitos: Madson e Auro. Ambos estão nos planos de Fabián Bustos, mas não são unanimidades. O técnico argentino gostaria de ter na direita o mesmo poder ofensivo que tem Lucas Pires pela esquerda. Essa posição é prioridade da comissão técnica para o segundo semestre.

Santos