PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Colunistas: Corinthians merecia ter saído da Bombonera com a vitória?

Jogadores de Corinthians e Boca Juniors discutem durante jogo da Libertadores na Bombonera - Agustin Marcarian/Reuters
Jogadores de Corinthians e Boca Juniors discutem durante jogo da Libertadores na Bombonera Imagem: Agustin Marcarian/Reuters

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

18/05/2022 11h16

Classificação e Jogos

O Corinthians saiu da La Bombonera, na noite de ontem (17), com um empate por 1 a 1 contra o Boca Juniors-ARG, resultado que lhe manteve na liderança do grupo E da Libertadores. O time brasileiro terminou a partida com um jogador a menos e sem Vitor Pereira à beira do campo, uma vez que Cantillo e o técnico foram expulsos após uma confusão com a equipe argentina.

Ainda no clima do jogo, convocamos os colunistas do UOL Esporte para responderem à seguinte pergunta: o Corinthians merecia ter saído da Bombonera com a vitória? Veja as respostas:

Não, até porque o empate lhe favorecia e o Corinthians pareceu satisfeito com o placar. Mesmo contra um Boca ruim, um empate na Bombonera é ótimo resultado.
ALICIA KLEIN

Não jogou para vencer e nem era preciso. Empate foi ótimo, mesmo contra um Boca fraquíssimo, mas com arbitragem "caseira", para variar. O gol perdido pelo Salvio no final foi inacreditável. Vitor Pereira vai trocando os pneus do Corinthians com o carro "ajustado" pelo Sylvinho andando. Tem que ser pragmático mesmo e o importante é chegar nas oitavas da Libertadores.
ANDRÉ ROCHA

Não. Corinthians chutou uma bola no gol. O empate ficou de ótimo tamanho.
JUCA KFOURI

Não, o Corinthians não jogou nada. Deu sorte de sair com um empate que teve sabor de vitória.
JULIO GOMES

Não. Corinthians teve uma finalização a gol, e não acho que a estratégia de Vitor Pereira tenha sido ruim, já que o empate foi um bom resultado. O que preocupa é que faltou cabeça a alguns jogadores, que mesmo com um placar favorável caíram na provocação argentina.
MARCEL RIZZO

Para o Corinthians sair com a vitória o Boca Juniors teria que fazer um gol contra. Ou o tento de Du Queiroz valer por dois. Como vencer sofrendo um gol e finalizando uma só vez contra a meta adversária? Seria preciso um aproveitando de 200% nos arremates".
MAURO CEZAR

Não. Ficou bem mais perto da derrota. Teve uma postura apática que só mudou quando o juiz, corretamente expulsou Cantillo. O resto é tentativa de se criar uma narrativa persecutória que lembra de Amarilla esquece de Castrilli.
MENON

Não, o Corinthians foi bem apenas nos primeiros 25 minutos. Depois, poderia ter levado a virada ainda no primeiro tempo. O apito atrapalhou, é verdade, mas o Timão deu apenas um chute ao gol, justamente o que resultou no tento de Du Queiroz. Pelas circunstâncias, o empate deve ser comemorado como goleada.
MILTON NEVES

Não. Resultado justo. O Corinthians só se defendeu na maior parte do tempo, mas o Boca não conseguiu fazer o segundo gol. Pelas circunstâncias do jogo, com a infantilidade de Cantillo, foi um ótimo resultado para o Timão.
PERRONE

Não, pelo contrário. O Corinthians deu apenas uma finalização (a do gol) contra 15 do Boca Juniors. O Corinthians teve apenas 25% de posse de bola e errou 66% dos passes. Partida muito ruim da equipe de Vítor Pereira fora de casa mais uma vez.
RODOLFO RODRIGUES

Não. Ainda que futebol não seja boxe e não seja decidido por 'pontos', o Corinthians, inteligentemente e na raça, jogou pelo empate que lhe favorecia e não produziu para vencer. Agora, foi garfado mais uma vez pelo apito azul e 'amarilla' e não temos como saber como o jogo encaminharia se a arbitragem não fosse escandalosamente caseira nas faltas, nos cartões e nas transformações surreais, e no atacado, de tiros de meta em escanteios.
VITOR GUEDES

Corinthians