PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Com Atlético-MG instável, o que está em jogo no confronto com o Atlético-GO

Turco Mohamed vive momento de pressão no comando do Atlético  - Pedro Souza/Atlético-MG
Turco Mohamed vive momento de pressão no comando do Atlético Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte, MG

14/05/2022 04h00

Classificação e Jogos

Cada encontro entre as equipes pelo Campeonato Brasileiro vale os famosos três pontos que, aos poucos, podem trazer grandes conquistas ao final da temporada. No entanto, para o Atlético-MG, diante do Atlético-GO, hoje (14), às 19h (de Brasília) no Independência, o cenário mostra que uma vitória diante do Dragão vale muito mais do que a pontuação tão somente.

O Atlético-MG não vence há quatro jogos no Brasileirão. Para piorar, tem um jogo a mais na tabela de classificação ao lado do Red Bull Bragantino, uma vez que as duas equipes anteciparam a sétima rodada da competição. O atual campeão do Nacional soma três empates e uma derrota nas últimas partidas e a situação já começou a refletir negativamente sobre o técnico Turco Mohamed que já vê o seu trabalho ser questionado pelo torcedor alvinegro.

Vencer o Dragão significa aliviar um pouco a pressão no treinador. Além disso, caso tropece mais uma vez, o Galo pode terminar a rodada fora do grupo dos seis primeiros colocados no Brasileiro, justamente na semana que antecede o jogo importante pela fase de grupos da Libertadores, diante do Independiente del Vale, pela quinta rodada, no Mineirão.

Diretoria garante respaldo

Com a derrota para o América-MG e o empate com o Bragantino na sequência, a tensão que era, de certa forma, tímida por parte do torcedor ganhou força. Nas redes sociais, principalmente, o descontentamento com o trabalho do treinador foi exposto de maneira contundente por boa parte da torcida. Prova de que as coisas realmente ganharam contornos mais incisivos é que o diretor de futebol do Atlético, Rodrigo Caetano, concedeu uma entrevista coletiva nesta semana, logo após o empate, na qual defendeu o trabalho do treinador.

"Independentemente dos resultados e de muito do que se planta em redes sociais, enfim, [comentários] não vão entrar no CT. Nossa convicção é de confiança total no trabalho que vem sendo feito, seja pelos resultados, seja pela metodologia e o bom ambiente, apesar dos quatro jogos sem vitória. Pelo grupo, os profissionais e a comissão técnica que temos, vamos nos preparar muito para voltar a vencer e conseguir uma boa sequência de vitórias, que nos deu a conquista do Brasileiro no ano passado", afirmou.

A entrevista de Caetano serviu, em um primeiro momento, para tentar cessar especulações sobre possíveis substitutos para Turco após a instabilidade do trabalho. Disponível no mercado e envolvido em polêmica recentemente, Jorge Jesus foi um dos nomes procurados pelo Atlético-MG antes de fechar com Mohamed no início do ano. Vale lembrar que o argentino tem contrato com o Galo até o fim do ano, com possibilidade renovação por mais um, como divulgado pelo Atlético no ato da contratação.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG x ATLÉTICO-GO
Competição: Campeonato Brasileiro - 6ª rodada
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 14 de maio de 2022 (sábado), às 19h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa/RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (Fifa/RS) e Michael Stanislau (Fifa/RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

ATLÉTICO-MG: Everson; Guga, Nathan, Alonso e Guilherme Arana; Alan, Jair, Zaracho e Nacho; Keno e Hulk. Técnico: Tony Mohamed.

ATLÉTICO-GO: Ronaldo; Hayner (Édson Fernando), Ramon, Édson Felipe e Jefferson; Baralhas, Marlon Freitas e Shaylon; Wellington Rato, Luiz Fernando (Léo Pereira) e Diego Churin. Técnico: Umberto Louzer.

Atlético-MG