PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Guardiola detona ex-jogadores que citaram falta de personalidade no City

Pep Guardiola comanda o Manchester City em jogo da Liga dos Campeões da Europa 2021-22 - REUTERS/Craig Brough
Pep Guardiola comanda o Manchester City em jogo da Liga dos Campeões da Europa 2021-22 Imagem: REUTERS/Craig Brough

Do UOL, em São Paulo (SP)

13/05/2022 12h27

Classificação e Jogos

O técnico Pep Guardiola, do Manchester City, foi questionado sobre a mentalidade e personalidade dos atletas da sua equipe nos últimos dois jogos em coletiva de imprensa, hoje. Em sua resposta, o treinador detonou os comentários dos ex-jogadores Patrice Evra, Clarence Seedorf e Dimitar Berbatov após a eliminação do City na semifinal da Liga dos Campeões para o Real Madrid.

"Eles têm a mesma personalidade que tinham quando perderam em dois, três minutos a classificação para o Real Madrid. Como os especialistas ex-atletas Berbatov, Evra, Seedorf, esse tipo de pessoa, que já jogou bola, eu já os enfrentei e não vi esse tipo de personalidade quando nós os destruímos na final da Liga dos Campeões contra o Manchester United. Temos o mesmo caráter e a mesma personalidade", afirmou o espanhol.

"Quando sofremos dois gols em um minuto depois de ter duas chances para marcar não temos personalidade e somos como bebês, mas quando marcamos 22 gols em quatro jogos temos uma uma incrível personalidade. Assim não é possível. Peço desculpas, mas discordo totalmente. Personalidade é o que fizemos nos últimos cinco anos a cada três dias em todas as competições. Isso é o que importa", acrescentou.

Quando era técnico do Barcelona, Guardiola venceu o Manchester United em duas finais de Liga dos Campeões, nas temporadas 2008/09 e 2010/11.

Na primeira decisão, Evra e Berbatov participaram da partida — o francês era o lateral esquerdo titular e o búlgaro estava no banco de reservas. O Barça venceu por 2 a 0.

Já na outra final, Evra seguiu como titular e Berbatov foi cortado da partida pelo técnico Alex Ferguson. A equipe espanhola venceu mais uma vez, dessa vez pelo placar de 3 a 1.

Após a virada época do Real Madrid sobre o City na Champions, Evra afirmou que Guardiola não quer líderes no elenco do City.

"O City precisa de líderes, mas Guardiola não quer líderes. Ele não quer personalidade. Ele é o líder. É por isso que quando eles estão com problemas eles não reagem. Eles não têm ninguém em campo para ajudá-los", disse o francês em entrevista ao Prime Video.

Seedorf, por sua vez, disse que falta mentalidade ao time comandado por Guardiola.

"Ao Manchester City, tal como ao PSG, falta mentalidade. O Real tem mentalidade e isso não se cria em um ano, dois, mesmo em 10. É algo que é maior que qualquer outra coisa. Quando eu cheguei ao Real Madrid, percebi que ali tudo é maior que você. Se for eliminado nas oitavas de final, não pode sair de casa durante duas semanas, enquanto o Manchester City celebra uma classificação para a semifinal", disse à 'Sky Sports' da Itália.

Futebol