PUBLICIDADE
Topo

Copa do Brasil - 2022

Botafogo usa reservas, domina Ceilândia e vai às oitavas da Copa do Brasil

Patrick de Paula comemora gol marcado pelo Botafogo na partida contra o Ceilândia, válida pela Copa do Brasil - Thiago Ribeiro/AGIF
Patrick de Paula comemora gol marcado pelo Botafogo na partida contra o Ceilândia, válida pela Copa do Brasil Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

12/05/2022 23h20

Classificação e Jogos

Sem fazer muita força, o Botafogo repetiu o placar da ida e venceu o Ceilândia por 3 a 0 pela partida de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Utilizando os reservas, o Glorioso controlou a partida no Nilton Santos na noite de hoje (12) para conquistar a vaga nas oitavas de final.

Com o controle da posse de bola, o clube carioca pouco criou no começo do confronto, preso na marcação adversária. Depois dos 30 minutos, a equipe cresceu e Patrick de Paula marcou o primeiro, aos 40. No segundo tempo, os visitantes continuaram retraídos na defesa e Matheus Nascimento marcou duas vezes: aos 20 e aos 36.

O adversário do Bota nas oitavas deverá ser conhecido apenas no começo de junho. A CBF realizará o sorteio apenas após a definição dos 16 classificados, que acontece no próximo dia 31.

Recorde de Carli

Joel Carli alcançou uma marca expressiva ao pisar em campo no Engenhão na noite de hoje. O zagueiro argentino se tornou o estrangeiro com mais jogos pelo Glorioso, com 181 partidas. O recorde anterior era de Rodolfo Fischer, seu conterrâneo.

Quem foi bem: Matheus Nascimento

Matheus Nascimento aproveitou de sua habilidade, apesar de encontrar um adversário. Bem posicionado sempre, o jogador ajudou o time a criar boas jogadas, sendo premiado com os dois gols.

Quem foi mal: Douglas Borges

Em uma partida que ninguém entre os jogadores de linha falhou, o goleiro Douglas Borges foi o único que quase complicou a partida tranquila do Bota. Pouco exigido debaixo das traves, se atrapalhou todo ao cortar um lançamento e colocou a mão na bola, fora da área, quando ainda estava 0 a 0. Deveria ter sido expulso.

Atuação do Botafogo: Domínio total

Mesmo utilizando apenas Saravia e Kanu - que saíram no intervalo - dos considerados titulares, o time do técnico Luís Castro não teve problemas na partida. Além da boa vantagem conquistada na ida, a superioridade técnica ficou evidente e o Bota não teve problemas para construir o resultado.

Mesmo sem precisar ganhar, a equipe carioca buscou mais o gol e teve a iniciativa em todo o confronto. Venceu com justiça e manteve o embalo da vitória sobre o Flamengo por 1 a 0 no último domingo (8).

Única chance

Depois de ter muita posse, mas ficar preso na marcação do Ceilândia, o Glorioso vacilou aos 20 minutos. Del Piage errou ao afastar a bola e acabou deixando Matheus Guarujá sozinho na área. No entanto, o atacante bateu fraco e Douglas Borges agarrou sem problemas.

Douglas Borges se atrapalha

Douglas Borges saiu da área para cortar um lançamento, evitando que a bola chegasse em Felipinho, aos 31. No entanto, o arqueiro acabou saindo da área e tirando com a mão, o que seria um lance de falta e expulsão. O árbitro Ricardo Marques Ribeiro, nada marcou, apontando que o defensor afastou de cabeça. Não há VAR nesta fase da Copa do Brasil.

Fogão cresce e abre o placar

Aos 33, o Glorioso ficou reclamando de um pênalti por uma carga em Matheus Nascimento. Apesar da não-marcação, a jogada foi o início da melhora do time carioca, que chegou com perigo com Chay pouco depois.

O gol veio aos 40, com Patrick de Paula. Piazon passou para Matheus Nascimento, que arriscou. O goleiro espalmou e o volante ficou com o rebote para mandar para o fundo da rede.

Patrick de Paula fica no quase, mas Matheus Nascimento faz dois

Aos sete da segunda etapa, Patrick de Paula e Matheus Nascimento fizeram boa tabela. Patrick finalizou perto da pequena área, mas a bola subiu demais.

Sem fazer muita força, o time carioca ampliou aos 20. Chay aproveitou o rebote e deu um excelente passe para Matheus Nascimento, que bateu entre as pernas de Kaiser para marcar o segundo.

Aos 36, Matheus Nascimento recebeu a bola no lado direito e arriscou um chute sem grandes pretensões. A bola, no entanto, desviou no zagueiro e enganou o goleiro Matheus Kayser, que avançava para fechar o cruzamento. A bola passou entre as pernas do arqueiro e parou no fundo da rede.

Próximos jogos

As duas equipes voltam a campo neste domingo (15). Às 18h, o Glorioso recebe o Fortaleza no Nilton Santos pela sexta rodada do Brasileirão. Já o Gato Preto entra em campo às 15h30, fora de casa contra o Brasiliense pela quinta rodada do Grupo A5 da Série D.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 3 x 0 CEILÂNDIA

Data: 12 de maio de 2022, quinta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Competição: Copa do Brasil - 3ª fase (jogo de volta)
Local: Estádio Nilton Santos, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Público: 18.640 pessoas (17.385 pagantes)
Renda: R$ 346.791,00
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Celso Luiz da Silva (MG) e Marcus Vinicius Gomes (MG)
Cartões amarelos: Chay e Patrick de Paula (Botafogo)

Gols: Patrick de Paula, aos 40 minutos do primeiro tempo, Matheus Nascimento, aos 20 minutos e aos 36 do segundo tempo.

BOTAFOGO: Douglas Borges; Saravia (Daniel Borges), Kanu (Klaus), Carli e Hugo (Niko); Del Piage (Kayque), Patrick de Paula e Chay; Lucas Piazon, Matheus Nascimento e Diego Gonçalves (Rikelmi). Técnico: Luís Castro

CEILÂNDIA: Matheus Kayser; Vidal, Fernando Gomes, Igor e China (Gleissinho); Dudu (Werick), Geovane e Matheus Guarujá; Felipinho (Maycon), Roberto Pítio (Gabriel Pedra) e Fernandinho (Peninha). Técnico: Adelson de Almeida