PUBLICIDADE
Topo

Copa do Brasil - 2022

Na estreia de Felipão, Athletico-PR goleia Tocantinópolis e vai às oitavas

Pablo comemora gol pelo Athletico-PR diante do Tocantinópolis, pela Copa do Brasil, na Arena da Baixada - Gabriel Machado/AGIF
Pablo comemora gol pelo Athletico-PR diante do Tocantinópolis, pela Copa do Brasil, na Arena da Baixada Imagem: Gabriel Machado/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

10/05/2022 23h18

Classificação e Jogos

A história de Felipão como técnico do Athletico-PR começou com goleada e classificação. Na noite de hoje (10), na Arena da Baixada, o time misto do Furacão venceu o Tocantinópolis por 4 a 0, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil e garantiu a vaga nas oitavas de final.

Os gols da partida foram marcados por Hugo Moura, Khellven e Pablo (duas vezes).

A classificação estava encaminhada desde a ida da eliminatória, quando o Athletico-PR, ainda sob comando de Fábio Carille, venceu fora de casa por 5 a 2. O placar agregado, portanto, foi 9 a 2. O adversário das oitavas de final será definido em sorteio que será realizado pela CBF nos próximos dias.

Enquanto isso, o Athletico volta as atenções para o Brasileirão. No sábado (14), às 21h, o time de Felipão visita o Fluminense, no Maracanã, pela sexta rodada do torneio nacional. No mesmo dia, mas às 16h, o Tocantinópolis enfrenta o Moto Club, em casa, pela Série D.

Felipão, o cara da noite

Todos os holofotes estiveram sobre o novo treinador do Athletico-PR. Mesmo com a classificação já encaminhada desde a ida, Felipão orientou os atletas e deu início ao desafio no Furacão com o pé direito. Ele também foi contratado para ser diretor-técnico do clube e dobra funções em 2022. Na entrevista de apresentação, o veterano comandante de 73 anos indicou que permanece como técnico da equipe até o fim deste ano.

Quem foi bem: Pablo

Depois de um início irregular, o atacante se recuperou na partida e deu um bom cartão de visitas para Felipão. Marcou duas vezes e aproveitou a chance na goleada dos donos da casa.

Quem foi mal: Pedro Rocha

Apesar de participar do lance do segundo gol, colaborou pouco em uma partida considerada ideal para recuperar a confiança. Perdeu bolas e foi fominha em alguns lances.

Cronologia do jogo

O Athletico mandou no jogo do início ao fim. Hugo Moura abriu o placar, aos 26 minutos do primeiro tempo, em bonita finalização de fora da área. Após sobra na área, Khellven ampliou, aos 40. Pablo fez mais um ainda na etapa inicial, aos 44.

Pablo voltou a balançar as redes aos 9 minutos do segundo tempo, quando aproveitou cruzamento de Khellven e marcou de cabeça.

O jogo do Athletico-PR

Apesar da escalação alternativa de Felipão por conta da grande vantagem construída na ida, o Athletico se manteve desde o início no campo de ataque e empilhando chances. A pontaria foi um problema no começo, mas depois o time se soltou e não teve dificuldades para sair com a vitória.

O jogo do Tocantinópolis

O Tocantinópolis só assistiu ao Athletico jogar. Inferior tecnicamente e em enorme desvantagem na eliminatória, o time de Tocantins não teve forças para segurar os donos da casa. O placar poderia ter sido mais elástico, mas goleiro Jefferson se destacou e fez bonitas defesas no primeiro tempo.

Inacreditável, Pablo!

Logo aos 3 minutos do primeiro tempo, o Athletico poderia ter aberto o placar, mas Pablo perdeu um gol incrível dentro da pequena área. Abner Vinícius cruzou rasteiro para o atacante, que furou a bola com o gol aberto e livre de marcação.

Redenção de Pablo, "sai, zica" e homenagem

O centroavante se redimiu e marcou duas vezes. A primeira em finalização de fora da área, aos 44 minutos do primeiro tempo, e depois de cabeça, aos 9 da etapa final. Na comemoração de ambos, fez o gesto para "tirar a zica".
"Estava em busca desse gol. Dia difícil para minha família, perdi um tio muito querido. Gol para ele, para meus tios, minhas primas. Feliz com o gol, quero dedicar para eles", disse Pablo ao SporTV no intervalo.

Dedé estreia pelo Athletico-PR

Assim como Felipão, o zagueiro de 33 anos também viveu seus primeiros momentos pelo Athletico e atuou pela primeira vez. Contratado no fim de março, ele já havia sido relacionado para dois jogos, mas até então não havia saído do banco de reservas.

Matheus Babi volta a atuar após dez meses

Recuperado de grave lesão no joelho, o atacante do Athletico participou de pouco mais de 20 minutos da partida. Ele entrou em campo no lugar de Pablo, aos 25 minutos do segundo tempo.

Goleiro do Tocantinópolis é tietado

Após o fim da partida, uma cena chamou a atenção. Jefferson foi para a galera, recebeu o carinho da torcida do Athletico-PR, teve até um boné do Furacão colocado em sua cabeça e ganhou até camisa.

Grana no bolso

Com a classificação às oitavas de final da Copa do Brasil, o Athletico garante R$ 3 milhões de premiação aos cofres.

FICHA TÉCNICA:

ATHLETICO-PR 4 x 0 TOCANTINÓPOLIS

Competição: Copa do Brasil, jogo de volta da terceira fase
Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data e horário: 10 de maio de 2022, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)
Assistentes: Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)
Cartões amarelos: Nenhum
Gols: Hugo Moura (CAP), aos 26 minutos do primeiro tempo, Khellven (CAP), aos 40 minutos do primeiro tempo e Pablo (CAP), aos 44 minutos do primeiro tempo e aos 9 minutos do segundo tempo (CAP)

ATHLETICO: Bento; Khellven, Pedro Henrique (Dedé), Nico Hernández e Abner Vinícius (Pedrinho); Matheus Fernandes e Hugo Moura (Erick); Pedro Rocha, Marlos (Vitor Bueno) e Cuello; Pablo (Matheus Babi). Técnico: Felipão

TOCANTINÓPOLIS: Jefferson; Marcinho, Betão, Wanderson e Chico Bala; Pedro Dias, Rômulo (Bideli) e Raí (Da Silva); Elifran (Dedé), Bambelo (Jheimy) e Alan Maia (Bilau). Técnico: Jairo Nascimento