PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos vence Cuiabá por 4 a 1, segue 100% na Vila e é vice-líder

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

08/05/2022 19h58

Classificação e Jogos

O Santos segue 100% na Vila Belmiro no Brasileirão. Neste domingo (8), a equipe bateu o Cuiabá por 4 a 1, chegou aos dez pontos e é vice-líder da competição. Os gols santistas foram marcados por Leo Baptistão, Marcos Leonardo, Bryan Angulo e Rwan. Alesson descontou para o Cuiabá.

O Peixe fez boa partida na Vila. Salvo em alguns momentos do primeiro tempo, conseguiu ter domínio e impor um estilo de jogo intenso, com bastante volume. O Cuiabá fez um bom primeiro tempo, mas caiu na segunda etapa.

O próximo jogo do Santos será na quinta (12), às 21h30 diante do Coritiba, pela Copa do Brasil, de novo na Vila Belmiro. O Cuiabá entra em campo, pela mesma competição, na quarta (11), diante do Atlético-GO, em casa, às 22h (de Brasília).

Live do Santos

Quem foi bem: Léo Baptistão

O atacante santista fez excelente partida. O mais ativo do setor ofensivo, ajudou com finalizações e movimentações no ataque. Fez gol, deu assistência e quase marcou um golaço. Ao ser substituído, foi aplaudido pelos presentes na Vila Belmiro.

Quem foi mal: Ricardo Goulart

Apesar do bom volume ofensivo do Santos, Ricardo Goulart não fez boa partida. Apagado no jogo, pouco participou do momento ofensivo do jogo. Tanto na criação, quanto na chegada para finalizar e buscar gol, ficou devendo. Dessa forma, o camisa 10 foi substituído no início do segundo tempo.

Desempenho do Santos

O Santos fez uma boa partida e conseguiu se ajustar em campo de acordo com o que o jogo exigia. No primeiro tempo, tomou as rédeas do ataque, se impondo e contando com boas jogadas. No segundo tempo, melhorou a marcação e buscou criar chances em jogadas trabalhadas. Não sofreu tanto na segunda etapa e sai da Vila com mais três pontos.

Desempenho do Cuiabá

Os comandados do treinador Pintado conseguiram oferecer bastante perigo ao Santos na primeira etapa. Conseguindo criar chances pelo lado esquerdo, a dobradinha entre Valdívia e Uendel deu certo e foi por ali que saiu o lance do gol. Na segunda etapa, a equipe teve mais dificuldades e não conseguiu repetir as boas jogadas.

Santos ofensivo e gol no início

O técnico Fabián Bustos apostou numa escalação bastante ofensiva para a partida e, no início, colheu resultado. Ainda aos dois minutos de partida, Vinícius Zanocelo lançou na área, Madson tocou na bola que sobrou para Léo Baptistão. O atacante santista girou e finalizou bonito para abrir o placar.

Cuiabá não se intimida e busca o empate

O time visitante não se abalou pelo gol sofrido no início. A equipe passou a dominar as ações ofensivas da parte e chegou ao empate aos 11 minutos. Valdívia fez boa jogada e tocou para Uendel, que levantou na área. O atacante Alesson subiu sozinho para empatar a partida. Após revisão de um possível toque de mão, o VAR confirmou o gol do Dourado.

Jogo aberto com equipes ofensivas

O empate fez com que as equipes continuassem buscando o gol. O Santos voltou a ter um pouco mais a posse de bola e perdeu chances com Rodrigo Fernández e Jhojan Julio. O Cuiabá quase fez o segundo com Alesson, após boa jogada de Undel.

Léo Baptistão quase marca golaço

O Santos passou a ter mais presença no campo ofensivo, com mais posse de bola. Em jogada individual, Léo Baptistão enfileirou quatro adversários, mas não conseguiu finalizar, dividindo a bola com o goleiro Walter. Na sequência, a bola tocou no braço do lateral Uendel, mas a arbitragem nada marcou, o que deixou torcida e jogadores santistas enfurecidos.

Água mole em pedra dura...

O Santos tinha mais a bola e criava as melhores chances de retomar a ponta do placar. Aos 36, Lucas Pires bateu falta na área e Léo Baptistão ganhou da zaga e jogou a bola para a pequena área. Marcos Leonardo chegou completando e marcou o segundo gol santista na partida.

Reinício diferente

O segundo tempo começou com uma dinâmica diferente dos primeiros quarenta e cinco minutos. O jogo ficou mais físico, sem tantas chances de gol, totalmente o oposto da ofensividade do começo da partida. O Cuiabá tentou ter mais domínio das ações ofensivas e pressionava a saída de bola do Santos, mas falhava em transformar a posse de bola em chances perigosas de gol.

Cuiabá busca o empate

Atrás no placar, a equipe visitante foi atrás do resultado. Apostando nas chegadas com cruzamentos na área, Alesson, Everton e Marllon perderam chances após bolas alçadas na área do goleiro João Paulo.

Bustos mexe e o Santos faz dois gols

O Santos perdia um pouco o controle da partida e o treinador Fabián Bustos precisou fazer alterações. Rwan e Angulo foram acionados para dar fôlego ao sistema ofensivo e Camacho entrou para auxiliar a marcação no meio-campo.

Instantes depois da alteração, Angulo completou toque de Bauermann e fez 3 a 1. O quarto gol surgiu após roubada de bola no meio, com Angulo achando bom passe para Rwan Seco que cavou por cima do goleiro Walter marcando o quarto gol santista.

VAR revisa e Cuiabá tem gol anulado

Mesmo em desvantagem, o Cuiabá buscou, ao menos, diminuir o resultado. Alan Empereur chegou a marcar gol, mas após revisão, o VAR anulou. Na origem do lance, foi marcada uma falta após choque de cabeças entre Jenison e Bryan Angulo.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 4 X 1 CUIABÁ
Motivo
: 5ª rodada da Série A do Brasileirão
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data e horário: 8 de maio de 2022, às 18h (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Alex dos Santos e Thiaggo Americano Labes (SC)
VAR: Rodrigo Carvalhães de Miranda (RJ)
Cartões amarelos: Rivas, Everton (CUI); Vinícius Zanocelo (SAN)
Gols: Léo Baptistão, do Santos, aos 2'/1ºT; Alesson, do Cuiabá, aos 11'/1ºT; Marcos Leonardo, aos 36'/1ºT; Bryan Angulo, do Santos, aos 31'/2ºT; Rwan Seco, do Santos, aos 33'/2ºT.

SANTOS: João Paulo; Madson, Velázquez, Eduardo Bauermann, Lucas Pires; Rodrigo Fernández, Vinícius Zanocelo (Camacho), Ricardo Goulart (Lucas Braga); Marcos Leonardo (Bryan Angulo), Jhojan Julio (Sandry), Léo Baptistão (Rwan Seco). Técnico: Fabián Bustos.

CUIABÁ: Walter; Daniel Guedes, Marllon, Alan Empereur, Undel; Rivas (Marcão), Pepê, Valdívia (Rodriguinho), Everton (Felipe Marques); Elton (Jenison), Alesson (Jonathan Cafu). Técnico: Pintado.

Futebol