PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Futebol Sem Fronteiras

O jogo por trás do jogo. Com Jamil Chade e Julio Gomes


OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Futebol sem Fronteiras #48: Turquia tem festa sem fim por título mágico

Do UOL, em São Paulo

05/05/2022 17h00

Uma das histórias mais interessantes da temporada europeia vem da Turquia. Após um hiato de 38 anos, o Trabzonspor sagrou-se campeão turco, deixando para trás os gigantes Fenerbahçe, Galatasaray e Besiktas. O fim do longo jejum já seria uma daquelas histórias marcantes, mas ela fica ainda melhor pela forma como aconteceu. E dois brasileiros participaram da épica trajetória do clube.

No podcast Futebol sem Fronteiras #48 (ouça na íntegra no episódio acima), o colunista Julio Gomes e o correspondente internacional Jamil Chade conversaram com Bruno Peres, um dos protagonistas da conquista do Trabzonspor. O lateral-direito, que defendeu Santos, São Paulo e Roma, entre outros clubes, contou um pouco sobre a saga vitoriosa de seu time. Além dele, o zagueiro Vitor Hugo, ex-Palmeiras, também foi figura importante nesta campanha.

"As imagens falam por si só do fanatismo, do quanto os torcedores amam o clube e o quanto a cidade vive o futebol. Conseguimos um grande feito, com um trabalho muito bem feito e fomos coroados junto com eles, que estiveram sempre presentes. Já tem uns quatro, cinco dias que a cidade continua parada. Com tudo o que já vivi no futebol, para mim foi uma novidade e algo surreal, muito bonito de se ver", disse o jogador, de 32 anos.

Bruno Peres não exagera ao falar da festa. Na última sexta-feira (29), os torcedores lotaram o estádio Senol Günes para acompanhar o último treino da equipe antes do jogo decisivo contra o Antalyaspor. A atmosfera festiva voltou a dar as caras no dia seguinte e explodiu ao trilar do apito, que marcou o fim do empate por 2 a 2 e o início de uma apoteótica celebração - com invasão do gramado, jogadores carregados pela massa e uma cidade inteira em êxtase.

Jamil resumiu como o clube, desde sua origem, precisou superar as diferenças para desafiar a hegemonia das equipes de Istambul. "A cidade [Trabzon, ou Trebizonda, em português] fica no mar Negro, que é um lugar geopolítico absolutamente estratégico e cheio de história. Quanto ao futebol, a região tinha vários times até os anos 50 e eles se odiavam. Houve uma decisão, muito estratégica, de unificar todos os times da cidade para poder concorrer com os grandes da Turquia. Essa união fez o Trabsonspor. Na época, foi tão polêmica que não se conseguia escolher a cor da camisa, por exemplo", destacou o correspondente internacional e colunista do UOL.

O Trabzonspor nasceu em 1967 e não demorou para acumular títulos. O time sagrou-se campeão turco seis vezes nas décadas de 70 e 80, a última vez na temporada 1983/84. De lá para cá, o time bateu na trave seis vezes como vice. Em 2010/11, houve um escândalo de manipulação de resultados na Turquia envolvendo o campeão Fenerbahçe. Os dirigentes do clube foram punidos, mas o título foi mantido, o que revoltou o Trabzonspor, segundo colocado.

A polêmica decisão teve motivações que extrapolavam o âmbito esportivo, como mostrou Jamil. "Essa história tem um fundo político muito grande. [Recep Tayyip] Erdogan, presidente da Turquia, basicamente bancou esse título. O Fenerbahçe é o time do [Mustafa Kemal] Atatürk, o 'pai' da Turquia. Também estava acontecendo outra coisa ali na região: a Primavera Árabe. A Turquia não é um país árabe, mas começou a sentir os impactos dessas revoluções. O Erdogan ficou tão preocupado que manteve o título", explicou Jamil.

Bruno Peres chegou ao clube turco nesta temporada após defender a Roma. O lateral falou sobre a expectativa que tinha ao trocar de clube. "Eles me mostraram um projeto que já nascia vencedor. Os jogadores que queriam trazer já tinham alguma experiência. O Trabzonspor é considerado um time grande e, nesse ano, mostrou ser uma potência que vai nascer no cenário do futebol europeu. Começamos o campeonato bem e, a partir da oitava rodada, conseguimos encaixar uma sequência de vitórias que foi determinante. Conseguimos abrir uma gordura muito boa para o segundo colocado. Com a experiência dos jogadores, foi mais fácil administrar isso para conquistar este grande feito", afirmou.

Com tantos ingredientes especiais, o título turco do Trabzonspor figura entre os principais destaques da temporada na Europa. "A história é espetacular, tanto do clube como dos embates políticos que aconteceram nas últimas décadas na Turquia envolvendo o time. As imagens da cidade são espetaculares. Fazia muito tempo que não via uma comemoração dessas, com aquela emoção que os turcos têm. De fato, foi emocionante", completou Jamil.

Ouça o podcast Futebol sem Fronteiras e confira também os detalhes do clima festivo da torcida do Trabzonspor e das comemorações que paralisaram a região. Descubra também como é a rivalidade entre a torcida local e os grandes de Istambul, inflamada pela história e pela paixão.

Não perca! Acompanhe os episódios do podcast Futebol sem Fronteiras todas as quintas-feiras às 16h no Canal UOL.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as? plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir Futebol Sem Fronteiras, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts e Youtube —neste último, também em vídeo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL