PUBLICIDADE
Topo

Libertadores - 2022

Maycon faz dois, Corinthians bate o Boca e assume liderança na Libertadores

Maycon, do Corinthians, comemora gol marcado sobre o Boca Juniors em jogo da Libertadores - RONALDO BARRETO/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO
Maycon, do Corinthians, comemora gol marcado sobre o Boca Juniors em jogo da Libertadores Imagem: RONALDO BARRETO/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

26/04/2022 23h24

Classificação e Jogos

Pressionado depois de uma derrota expressiva no Dérbi do último fim de semana, o Corinthians encarou o Boca Juniors na noite de hoje (26) e venceu com propriedade os argentinos na Neo Química Arena, por 2 a 0, com gols do volante Maycon. De quebra, o Timão se recuperou no Grupo E da Copa Libertadores e assumiu a liderança da chave com seis pontos ganhos após a disputa das três primeiras rodadas.

Sem o técnico Vítor Pereira, diagnosticado com covid-19 e afastado do trabalho para cuidar da saúde, o Corinthians foi dirigido pelo auxiliar Filipe Almeida. Durante os 90 minutos da partida, a equipe demonstrou muita vontade nas divididas e logo nos minutos iniciais do confronto saiu em vantagem. Mesmo com uma atuação irregular no segundo tempo, o Alvinegro fechou a conta com Maycon aproveitando rebote dentro da área.

Com a vitória diante dos mais de 44 mil torcedores que pagaram ingresso, o Corinthians chegou aos seis pontos ganhos no Grupo E e assumiu a liderança da chave. O Boca Juniors segue com três pontos e, neste momento, é o lanterna. Na quinta (28), Always Ready e Deportivo Cali se enfrentam na Bolívia e fecham a terceira rodada.

O destaque: Maycon

O meio-campista corintiano foi o dono da partida na Neo Química Arena com dois gols e uma atuação de gala diante dos argentinos. Foi determinante na saída de bola, na marcação-pressão em cima da defesa do Boca Juniors e ainda apareceu como elemento-surpresa dentro da área adversária para coroar sua noite em Itaquera.

Quem foi mal: Advíncula

Incumbido da difícil tarefa de marcar Willian, o lateral Luis Advíncula sofreu com o camisa 10 corintiano. Se falhou na marcação, tampouco conseguiu colaborar na construção de jogadas pela direita. Além disso, foi o camisa 17 do Boca quem marcou Maycon no momento do gol do volante alvinegro, que chegou com espaço para cabecear na grande área.

Torcedor do Boca é preso pelo crime de racismo

bOCA - NELSON GARIBA/AGÊNCIA F8/ESTADÃO CONTEÚDO - NELSON GARIBA/AGÊNCIA F8/ESTADÃO CONTEÚDO
Torcedor do Boca Juniors foi detido após imitar macaco em direção a corintianos nas arquibancadas da Neo Química Arena
Imagem: NELSON GARIBA/AGÊNCIA F8/ESTADÃO CONTEÚDO

No intervalo da partida, a Polícia Militar prendeu um torcedor do Boca Juniors após ter imitado um macaco na direção dos corintianos. Os policiais retiraram o argentino do setor sul da Neo Química Arena e foram acompanhados por dois torcedores do Corinthians, que prestaram depoimento.

Corinthians promove estreia em referência ao 'ano dourado'

O duelo com o Boca Juniors marcou a estreia da nova camisa 1 do Corinthians, que será utilizada até o fim do Campeonato Paulista do ano que vem. Assinada pela Nike, a coleção faz referência ao ano de 2012, quando o Alvinegro conquistou os títulos da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes.

Gol relâmpago

O Corinthians deu pouquíssimo tempo para o Boca Juniors respirar na Neo Química Arena. Com um início de jogo veloz e com a marcação alta, o Timão precisou de apenas quatro minutos para abrir o placar. A jogada iniciou com Renato Augusto no meio de campo, que encontrou Fagner aberto no lado direito. Livre de marcação, o lateral dominou a bola, levantou a cabeça e cruzou na medida para Maycon cabecear no chão e colocar o Alvinegro em vantagem.

Corinthians muda tática e desce linha de marcação

Com o gol de vantagem, o auxiliar Filipe Almeida optou em mudar a tática do Corinthians ainda no primeiro tempo. O Timão desceu sua linha de marcação e apostou no contra-ataque em velocidade. Bem postada, a equipe da casa não deu espaço ao Boca Juniors e pouco sofreu defensivamente. Em um lance protagonizado por Jô, o garoto Adson saiu na cara do goleiro Javier García, mas perdeu tempo na hora de finalizar e desperdiçou uma excelente oportunidade de gol.

Cinco cartões em cinco minutos

Mesmo com o jogo controlado, o Corinthians caiu na pilha dos argentinos e, em apenas cinco minutos, recebeu quatro cartões amarelos (Fagner, Raul Gustavo, Renato Augusto e Du Queiroz). Os argentinos também foram amarelos com Medina em um momento nervoso da partida ainda em seu primeiro tempo.

Boca cresce na etapa final, mas vê Maycon fechar a conta

Na etapa final da partida, o Corinthians voltou a descer a linha de marcação e deu a bola e também espaço para o Boca Juniors atacar. Os argentinos controlaram as ações da partida, porém muito pouco perigo ofereceram ao gol de Cássio. Mesmo com uma atuação abaixo do esperado neste período, o Timão encontrou um contra-ataque rápido com Róger Guedes pela esquerda, que entrou na área e bateu com força. No rebote de Javier García, o volante Maycon encheu o pé para estufar a rede e dar números finais ao confronto.

Atuação do Boca

Apertado pela marcação corintiana no campo de ataque, o Boca pouco conseguiu sair no início da partida. Quando avançou, levou perigo apenas com Vázquez, que recebeu cruzamento rasteiro mas não chegou a tempo de finalizar na pequena área. O Alvinegro diminuiu o ritmo na etapa final, e os visitantes atuaram com mais liberdade e ocuparam o campo ofensivo. No entanto, o ataque argentino foi pouco agressivo e quase não assustou Cássio.

Próximos jogos

O Corinthians volta a campo no próximo domingo (1º) para enfrentar o Fortaleza em jogo válido pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Boca joga um dia antes, diante do Barracas Central, pelo Campeonato Argentino.

Ficha Técnica

Corinthians 2x0 Boca Juniors

Data: 26/04/2022

Local: Neo Química Arena, São Paulo (BRA)

Hora: 21h30 (de Brasília)

Cartões amarelos: Fagner, João Victor, Du Queiroz, Renato Augusto e Raul Gustavo (Corinthians); Medina e Benedetto (Boca Juniors)

Gols: Maycon, aos 4' do 1º tempo (1-0); Maycon, aos 32' do 2º tempo (2-0)

Corinthians: Cássio; Fagner, João Victor, Raul Gustavo e Fábio Santos; Du Queiroz (Cantillo), Maycon e Renato Augusto (Paulinho); Adson (Gustavo Mantuan), Willian (Gustavo Mosquito) e Jô (Róger Guedes). Treinador: Filipe Almeida.

Boca Juniors: Javier García; Luis Advincula, Carlos Zambrano, Gabriel Aranda e Frank Fabra; Cristian Medina (Zeballos), Guillermo Fernandez e Juan Ramírez (Varela); Oscar Romero, Eduardo Salvio e Luis Vázquez (Benedetto). Técnico: Sebastian Battaglia.