PUBLICIDADE
Topo

Copa Sul-Americana - 2022

Alemão marca de novo, Inter bate I. Medellín e vence 1ª na Sul-Americana

Jogadores do Inter comemoram gol marcado por Alemão na partida contra o Independiente Medellin, válido pela Sul-Americana - JOAQUIN SARMIENTO / AFP
Jogadores do Inter comemoram gol marcado por Alemão na partida contra o Independiente Medellin, válido pela Sul-Americana Imagem: JOAQUIN SARMIENTO / AFP

Do UOL, em Porto Alegre

26/04/2022 23h24

Classificação e Jogos

Alemão marcou de novo, e o Internacional venceu o Independiente Medellín-COL. Hoje (26), o Colorado fez 1 a 0, fora de casa, pela terceira rodada do Grupo E da Copa Sul-Americana. A primeira vitória pela competição continental coloca o time brasileiro na liderança da chave.

Com cinco pontos, os gaúchos ultrapassaram o próprio Independiente, que está em segundo, com quatro. Guaireña, que tem dois, e o 9 de Octubre, que tem um ponto, se enfrentam amanhã (27).

Foi o terceiro jogo seguido com gol de Alemão. Ele já havia decidido os jogos contra Fortaleza e Fluminense, ambos pelo Brasileirão. Em seu segundo jogo, Mano Menezes tem 100% de aproveitamento.

O próximo compromisso do Inter será no domingo (1º), contra o Avaí, pelo Brasileirão. O Independiente Medellín, por sua vez, encara o Atletico Nacional, sábado (30), pelo Colombiano.

Na Sul-Americana, o Colorado terá pela frente o Guaireña na próxima quinta-feira (5). O Independiente pega o 9 de Octubre na terça-feira (3).

Foi bem: Alemão marca de novo

Alexandre Alemão fez mais um gol. Depois de decidir as vitórias contra Fortaleza e Fluminense, ele apareceu na área do adversário e bateu firme para abrir o placar no início do segundo tempo.

Foi mal: Daniel mostra insegurança

Ainda que não tenha cometido falhas graves, Daniel mostrou insegurança em cruzamentos e conclusões de fora da área do rival.

Dourado abraça chance de retomada

Antes criticado e com chance real de ser negociado, o volante Rodrigo Dourado recebeu oportunidade de provar o seu valor e foi exatamente isso que fez. Além de ser importante defensivamente no sistema de jogo de Mano Menezes, ainda apareceu no ataque para dar assistência no gol de Alemão.

Estreia e mudanças

Mano Menezes promoveu a estreia de Vitão. O zagueiro emprestado pelo Shakhtar Donetsk fez sua primeira partida com a camisa do Inter. Essa não foi a única mudança no time. Em sua segunda partida, o treinador ainda colocou Rodrigo Dourado, Bruno Méndez e alterou o posicionamento de Edenilson, que começou a partida aberto pelo lado direito.

O jogo do Medellín: Preso e abusando de cruzamentos

O Independiente Medellín não conseguiu usar suas principais armas. A velocidade dos jogadores de lado e a capacidade de conclusão de Pons estiveram sob controle do sistema defensivo do Inter por boa parte do jogo. Com isso, a alternativa encontrada pelos comandados de Julio Comesaña foi o cruzamento para área, mas sem grande perigo. Defensivamente, o time colombiano até deu espaços, mas contou com uma boa atuação do goleiro Marmolejo que só não conseguiu evitar a boa fase de Alemão.

O jogo do Inter: Sólido atrás, mas pouco efetivo na frente

O Internacional foi sólido defensivamente. Ainda que tenha mudado seus dois zagueiros em relação ao último jogo, o Colorado esteve protegido por Gabriel e Dourado e ainda contou com uma boa defesa de Daniel quando Bustos falhou. O problema principal foi não conseguir transformar as oportunidades que teve em gol. No primeiro tempo, ao menos duas boas conclusões ocorreram, com Gabriel e Edenilson, mas faltou efetividade. Na etapa final, logo de cara Alemão conseguiu mudar a rotina colocando a bola na rede.

FICHA TÉCNICA:

INDEPENDIENTE MEDELLÍN 0 x 1 INTERNACIONAL
Competição:
Copa Sul-Americana - Terceira rodada do Grupo E
Data: 26/04/2022 (terça-feira)
Local: estádio Hernán Ramírez Villegas, em Pereira (Colômbia)
Árbitro: Nicolas Lamolina
Auxiliares: Jose Savorani e Mariana de Almeida
Cartões amarelos: Vitão (INT); Méndez e Moreno (IND)
Gol: Alemão (INT), aos 8 minutos do segundo tempo

INDEPENDIENTE MEDELLÍN: Marmolejo; Morquera (Arboleda), Víctor Moreno, Andrés Cadavid e Gómez; David Loaiza (López), Adrián Arreguí (Cambindo), Javier Mendez, Jean Pineda; Vladimir Hernández (Castrillón) e Luciano Pons. Técnico: Julio Comesaña

INTERNACIONAL: Daniel; Bustos, Vitão (Mercado), Bruno Méndez e Renê; Rodrigo Dourado (Johnny), Gabriel (Liziero) e Edenilson; Wanderson (Mauricio), De Pena e Alemão (David). Técnico: Mano Menezes