PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

4 gols e uma resposta: visto de perto pela seleção, Jesus dá volta por cima

Gabriel Jesus fez quatro gols pelo Manchester City contra o Watford na manhã deste sábado (23) - Abdullah Mulla/Divulgação
Gabriel Jesus fez quatro gols pelo Manchester City contra o Watford na manhã deste sábado (23) Imagem: Abdullah Mulla/Divulgação

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

24/04/2022 04h00

Classificação e Jogos

Apesar da ausência na última lista de convocados, Gabriel Jesus não saiu do radar da comissão técnica da seleção brasileira. Prova disso é que dois auxiliares de Tite marcaram presença em Manchester City 5 x 1 Watford, ontem (23), pelo Campeonato Inglês. O atacante fez quatro gols e deu uma assistência numa manhã perfeita no Etihad Stadium.

César Sampaio, assistente direto de Tite, e Fábio Mahseredjian, preparador físico da seleção brasileira, viram de perto ao jogo que anuncia a possível retomada de Gabriel Jesus depois de uma semana turbulenta.

Ao longo dos últimos dias, cresceram os rumores de que o fim da passagem de Gabriel Jesus pelo Manchester City está próximo.

Ele tem contrato até 2023, mas poderia sair no meio deste ano por causa de uma proposta do Arsenal revelada pelo jornal "The Athletic". O Barcelona também manifestou interesse, mas i clube londrino está à frente porque tem como principal dirigente o brasileiro Edu Gaspar, ex-coordenador da seleção e de quem o jogador é próximo. Isso seria um facilitador para as conversas.

Além deste fator, pesa o momento de Gabriel Jesus no Manchester City. Reserva frequente em razão da ascensão de Mahrez na ponta direita, o brasileiro chegou até a manhã deste sábado com três gols e oito passes para gol em apenas 23 partidas pela equipe na temporada. São números menores do que os de sua temporada de estreia no futebol inglês, e que também indicavam seu nome como descartável para o futuro.

A manhã deste sábado aparece para mudar o cenário. Gabriel Jesus fez quatro gols e deu uma assistência, mas também se destacou pela dedicação para aplicar conceitos táticos valorizados tanto por Pep Guardiola, quanto por Tite. No gol de Rodri [o terceiro] e no seu de pênalti [o quarto], o atacante trabalha para recuperar a posse de bola no campo ofensivo enquanto o Watford tentava começar um ataque. É o que se chama de perde-pressiona.

Em um dos lances, aliás, Jesus recupera a bola depois de ele mesmo ser desarmado numa tentativa de drible. Essa dedicação é o que faz Tite e a comissão técnica da seleção brasileira não desistirem do atacante mesmo durante a má fase no Manchester City. A oscilação de desempenho o deixou fora de convocações, mas não do radar de jogadores observados pelos profissionais.

A concorrência por uma vaga no ataque da seleção é grande. Pensando nas últimas convocações, estão na disputa Neymar, Richarlison, Raphinha, Vini Jr, Antony, Rodrygo, Gabriel Martinelli, Matheus Cunha, Roberto Firmino e Gabigol, para mais ou menos sete vagas. Tite disse ao UOL que planeja convocar meias e atacantes se a lista da Copa do Mundo saltar de 23 para 26 nomes.

A próxima convocação da seleção está planejada para a segunda quinzena de maio. No mês seguinte estão marcados amistosos contra Japão, Coreia do Sul e Argentina. Depois disso só vai rolar mais uma convocação antes da lista final para a Copa do Mundo do Qatar.

Primeiro brasileiro a marcar quatro gols num jogo na história da Inglaterra, Gabriel Jesus tem oito gols e seis passes no ciclo da seleção para o Mundial.

Seleção Brasileira