PUBLICIDADE
Topo

Santos

Bustos elogia Castillo e Alison em 'nova era' de contratações do Santos

Fabián Bustos posa para foto com Andres Rueda, presidente do Santos - Divulgação/Santos
Fabián Bustos posa para foto com Andres Rueda, presidente do Santos Imagem: Divulgação/Santos

Leonardo Parrela e Lucas Musetti Perazolli

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

14/03/2022 04h00Atualizada em 14/03/2022 14h57

Classificação e Jogos

Fabián Bustos reconheceu que o Santos ainda precisa de muito trabalho para melhorar em campo. Para isso, o treinador afirmou que a diretoria busca nomes para qualificar e aumentar o atual elenco. O argentino elogiou nomes recentemente ligados ao clube: o lateral equatoriano Byron Castillo e o volante Alison. Os nomes se encaixam numa "nova era" de nomes buscados pela diretoria santista — jogadores que possam chegar e, de imediato, qualificar o time titular.

"São bons jogadores, boas alternativas e a direção está trabalhando para melhorar o plantel e torço para que esse trabalho renda frutos e podemos contar com algo a mais", avaliou.

Velho conhecido de Bustos, o lateral de 23 anos, foi seu comandado no Barcelona-EQU, campeão equatoriano e convocado para seleção do país. Versátil, pode atuar na lateral ou numa faixa mais ofensiva do campo. Alison, de 29 anos, é volante e cria da base santista, jogando pelo clube entre 2013 e 2020. Atualmente está no Al-Hazem, da Arábia Saudita.

Bustos também comentou que a diretoria do Santos está ativa em "várias conversas e negociações" para conseguir reforços. Recentemente, o clube confirmou a contratação do zagueiro Maicon, ex-Cruzeiro, jogador que se encaixa na ideia de um nome consolidado, pronto para contribuir.

Jogadores prontos

Depois de trazer algumas apostas na gestão de Andres Rueda, o Santos mudou o perfil de reforços e busca jogadores prontos no mercado da bola. A ideia do presidente, do executivo de futebol Edu Dracena e de Fabián Bustos é contratar a partir de agora apenas se o atleta tiver status de titular. Se for para apostar, que seja na base.

"Se hoje falo de um nome, de uma possibilidade, por ser o Santos, vai subir o valor. Deixo com a diretoria. Temos que trazer jogadores que venham para jogar. Que seja mais do que temos. Com o trabalho, vamos melhorar o que somos. Se a diretoria conseguir reforços, serão bem-vindos porque virão para somar", disse Bustos.

Além desses nomes, também há o interesse em outro meio-campista e um atacante de velocidade. Em fevereiro, o Santos esteve perto de trazer Luan, o Menino Maluquinho, mas o jogador ex-Atlético-MG foi reprovado nos exames médicos e hoje está no Goiás.

Em 2022, o Santos contratou os zagueiros Eduardo Bauermann e Maicon, o lateral-direito Auro e os meias Ricardo Goulart e Bruno Oliveira. Dos cinco, a maior aposta foi Bruno, emprestado pela Caldense aos 24 anos.

Em 2021, o Santos trouxe 11 atletas: Jandrei, Danilo Boza, Emiliano Velázquez, Moraes, Vinicius Zanocelo, Camacho, Augusto Galván, Matías Lacava, Marcos Guilherme, Léo Baptistão e Diego Tardelli.

Velázquez, Zanocelo, Camacho, Marcos Guilherme e Léo Baptistão continuam. Augusto treina, mas não está nos planos. Jandrei foi para o São Paulo, Boza e Moraes para o Juventude e Lacava foi parar no Tondela (POR), enquanto Tardelli está sem time.

Depois de ser derrotado pelo Palmeiras, ontem (13), o Santos volta a campo na quarta-feira (16) para enfrentar a Ferroviária, em Araraquara, em jogo atrasado pela décima rodada do Paulistão. O Peixe precisa vencer para afastar o risco de rebaixamento à Série A2 do Estadual.

Santos