PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Supercopa reacende debate sobre quem deve ser goleiro titular do Flamengo

Hugo Souza, goleiro do Flamengo, durante jogo contra o Atlético-MG pela Supercopa - Gil Gomes/AGIF
Hugo Souza, goleiro do Flamengo, durante jogo contra o Atlético-MG pela Supercopa Imagem: Gil Gomes/AGIF

Leo Burlá

Do UOL, em Cuiabá (MT)

22/02/2022 04h00

Classificação e Jogos

Mais uma decisão, um novo jogo de altos e baixos. Na Supercopa do Brasil, o goleiro Hugo Souza foi criticado pelo gol de Nacho, flertou com o papel de herói ao defender pênaltis do Atlético-MG, mas perdeu a sua cobrança e viu o rival levar a taça após o Flamengo colecionar "match points" desperdiçados.

Ante a oscilação, os temas sobre a titularidade no gol rubro-negro e a eventual busca por um novo goleiro voltam à tona e ganham força na Gávea. Santos, do Athletico, é um nome que circula no Ninho há algumas semanas, mas não há nada de concreto ainda.

  • Veja análises e últimas notícias do futebol no UOL News Esporte com Mauro Cezar Pereira, Alicia Klein e Domitila Becker:

Após a chegada do técnico Paulo Sousa, Hugo foi apontado como titular pelo português. O jovem caiu nas graças do preparador Paulo Grilo, que é o grande avalista desta decisão.

"Não acham que o Hugo esteve muito bem nesse jogo em termos de concentração? Foi muito sereno, em termos posicionais muito bem. Defendeu dois pênaltis, tivemos a oportunidade de ganhar. Será que ele não esteve assim tão bem?", indagou Sousa.

Ídolo da torcida, Diego Alves conviveu com alguns problemas físicos recentemente, mas estava 100% em condições físicas para o jogo na decisão em Cuiabá, um outro indício de que a vaga está definida no momento.

Diego, é claro, está incomodado com a situação. Com contrato até dezembro deste ano, o camisa 1 é um dos capitães do elenco e deixa clara a sua insatisfação, mas procura não deixar que isso afete no trabalho do dia a dia.

Após o vice-campeonato, a preocupação é para que Hugo não baixe a guarda e reaja rapidamente. Diante de uma situação delicada com seus goleiros, o Fla precisa ter todos os atletas da profissão em plenas condições físicas, mas também fortalecidos mentalmente.

De olho em uma reformulação na posição, o Rubro-Negro negociou César e Gabriel Batista. Com as saídas, o jovem Matheus Cunha ganhou um espaço, mas há a necessidade de uma contratação.

Flamengo