PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com gol brasileiro, Al Hilal goleia Al Jazira e pega o Chelsea no Mundial

Brasileiro Matheus Pereira comemora ao fazer gol pelo Al-Hilal contra o Al-Jazira - Giuseppe CACACE / AFP
Brasileiro Matheus Pereira comemora ao fazer gol pelo Al-Hilal contra o Al-Jazira Imagem: Giuseppe CACACE / AFP

Do UOL, em São Paulo

06/02/2022 15h21

O Al Hilal, da Arábia Saudita, enfrentou o Al Jazira, da cidade de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, em partida válida pela segunda rodada do Mundial de Clubes da FIFA, e goleou pelo placar de 6 a 1. Um dos gols foi marcado pelo brasileiro Matheus Pereira.

Com isso, o Al Hilal enfrentará o Chelsea (atual campeão europeu) na próxima quarta-feira, dia 09, às 13h30 no horário de Brasília. O vencedor desse confronto será o adversário do Palmeiras na final caso o clube brasileiro vença o seu jogo de estreia, contra o Al Ahly, do Egito.

O jogo começou com o Al Hilal pressionando e tendo o controle da posse de bola. Porém quem abriu o placar foi o Al Jazira, aos 13 minutos. Rabii aproveitou bom passe pelo lado direito e tocou para Diaby, que dentro da área chutou forte, sem chances para o goleiro Al Mayouf.

Porém a vantagem do Al Jazira durou pouco tempo já que aos 35 minutos o Al Hilal chegou ao empate com Ighalo. O atacante nigeriano aproveitou cruzamento dentro da área e cabeceou com precisão.

Quatro minutos depois a equipe da Arábia Saudita virou a partida com o brasileiro Matheus Pereira, que bateu com qualidade, no canto direito do goleiro Ali Khaseif. Os jogadores do time de Abu Dhabi reclamaram de uma possível falta antes, porém o árbitro da partida confirmou o gol.

O Al Hilal continuou pressionando e aumentou ainda mais a vantagem, dificultando de vez a vida do adversário. Aos 11 minutos Matheus Pereira cruzou e, totalmente live da marcação, o volante Kanno cabeceou firme no canto esquerdo.

Na reta final o time árabe ainda marcou o quarto gol, com Salem Al-Dawsari, que driblou o goleiro e só precisou mandar para o fundo das redes, o quinto com o atacante Marega, após cobrança de escanteio, e o sexto com Carrillo, em cobrança de pênalti.

Futebol