PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Estreia mostra sinais do que esperar do Cruzeiro de Ronaldo no Mineiro

Edu, atacante do Cruzeiro, comemora gol marcado diante da URT -  DUDU MACEDO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Edu, atacante do Cruzeiro, comemora gol marcado diante da URT Imagem: DUDU MACEDO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Lohanna Lima

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte, MG

27/01/2022 04h00

Sob o olhar atento de Ronaldo nas arquibancadas do Independência, o Cruzeiro de Paulo Pezzolano mostrou seu cartão de visitas para o torcedor ao vencer com tranquilidade a URT, por 3 a 0, na estreia do Campeonato Mineiro. Apesar de o trabalho do treinador ainda ser muito recente, alguns pontos importantes já podem ser observados logo de cara e mostram um pouco do que o torcedor pode esperar desse Cruzeiro da era Fenômeno.

Vencer de maneira tranquila e convincente foi algo que passou longe do Cruzeiro nos últimos dois anos. Tanto que em 2021, a equipe só triunfou com diferença de três gols em apenas duas partidas em toda a temporada: contra o Patrocinense na fase classificatória do Mineiro e diante do Coritiba na 29ª rodada da Série B. Contra a URT, a elasticidade do placar foi resultado de um Cruzeiro que mostrou volume e obediência às ideias do treinador.

Escolhido pela gestão de Ronaldo, o técnico tem toda a confiança do dirigente. Inclusive, na chegada ao Estádio, o Fenômeno fez questão de ressaltar seu otimismo em relação ao projeto desenhado para o clube e se mostrou consciente de que o time poderá enfrentar dificuldades até que todas as ideias do uruguaio se encaixem.

Olho na base

Pezzolano teve que quebrar a cabeça para montar o time diante de várias ausências por devido à Covid e à falta de registros na CBF. No entanto, a escolha do treinador por dois jogadores da base entre os titulares - o meia Marco Antônio e o atacante Thiago - não foram influenciadas por esse contratempo e sim por suas convicções. A entrada de ambos foi importante e por diferentes motivos.

Marco Antônio é considerado uma joia do clube, mas teve poucas oportunidades com os treinadores anteriores. O jogador trouxe dinamismo ao jogo e teve a atuação aprovada pelos torcedores, sendo muito aplaudido ao ser substituído. Uma chance entre os 11 logo na estreia sinaliza que o técnico uruguaio tem planos diferentes para o atleta.

Já Thiago oscilou entre bons e maus momentos com a camisa do Cruzeiro e enfrenta resistência por parte da torcida, que chegou a pedir a entrada de Edu ainda no primeiro tempo do jogo. Mantido em campo, o garoto marcou o primeiro gol da partida poucos minutos depois do "protesto" das arquibancadas. Edu o substituiu na segunda etapa e também deixou o dele.

Em seu primeiro jogo, Pezzolano conseguiu que os atacantes fossem protagonistas, algo difícil no ano passado, uma vez que o setor ofensivo recebeu duras críticas devido ao desempenho muito abaixo dos jogadores da posição. Em 2021, Moreno foi o atacante que mais balançou as redes do cruzeiro, mas com apenas seis gols.

O que vem pela frente?

Para os demais jogos do Estadual, o técnico uruguaio pretende fazer modificações na equipe para observar mais jogadores. O treinador aposta na melhora do condicionamento físico dos atletas para que alcancem um nível ainda maior de intensidade - principal pedido feito por ele durante os treinamentos.

Futebol