PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

Rodrygo se inspira em Vinícius Jr e boa fase para furar fila na seleção

Rodrygo durante treinamento da seleção brasileira no Equador; ele deve começar no banco de reservas hoje (27) - Lucas Figueiredo/CBF
Rodrygo durante treinamento da seleção brasileira no Equador; ele deve começar no banco de reservas hoje (27) Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Eder Traskini e Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

27/01/2022 04h00

Classificação e Jogos

Rodrygo é o jogador mais jovem à disposição da seleção brasileira para as duas próximas partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar, contra Equador e Paraguai — a primeira delas será hoje (27), às 18h (de Brasília), e o atacante do Real Madrid vai começar na reserva.

Aos 21 anos completados no começo do mês, ele reconhece que a concorrência vai ser dura para furar a fila da preferência de Tite e beliscar uma vaga no Mundial.

"Seleção brasileira é sempre assim, sempre uma concorrência grande. Foi assim todos os anos e não é agora na minha vez que vai ser diferente. Sei que onde eu estiver vai ter briga por posição, vai ter disputa, nunca vou ter vida fácil. E que bom, que continue assim, para eu sempre estar sendo desafiado e evoluir a cada dia", diz Rodrygo, em entrevista exclusiva ao UOL Esporte.

Convocado por Tite pela primeira vez em novembro de 2019, Rodrygo tem três jogos pela seleção. Ele saiu do banco de reservas em todas as ocasiões e acumulou 64 minutos em campo em amistosos contra Argentina e Coreia do Sul e um jogo oficial diante da Bolívia, na primeira rodada das Eliminatórias. Ele passou a temporada 2021 fora das convocações e agora está de volta, justamente em ano de Copa do Mundo.

O que o Tite precisar eu estou à disposição. Na direita, na esquerda, no centro, de meia, onde ele quiser (risos). Eu estou à disposição para ajudar a seleção."

Rodrygo - Lucas Figueiredo/CBF - Lucas Figueiredo/CBF
Rodrygo em ação pela seleção brasileira contra a Coreia do Sul, em amistoso de 2019
Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Uma das inspirações para furar a fila mesmo jovem e com poucos minutos em campo pela seleção está mais próxima do que se imagina. Na verdade, é um dos melhores amigos de Rodrygo. Companheiro no Real Madrid e "sócio" de manchetes sobre os altos valores investidos na contratação, a expectativa exagerada e o sucesso gradativo dentro de campo, Vinicius Júnior hoje é titular da Amarelinha ao mesmo tempo em que virou protagonista no futebol espanhol.

É o que Rodrygo também quer para si. Não parece muito longe de acontecer. Seleção à parte, ele caminha para a temporada mais influente desde que trocou o Santos pelo Real Madrid há dois anos e meio. Já são 26 jogos, com dois gols e seis assistências — metade disso na badalada Liga dos Campeões da Europa. Na temporada passada inteira balançou as redes o mesmo número de vezes.

"Tem sido um momento muito bom, a cada temporada vou crescer e evoluir mais ainda. Nessa temporada vou ser melhor do que fui nas outras e na próxima vou ser melhor do que nessa. Cada ano que passa vou ficar melhor e é isso. É um momento muito bom, espero seguir nele e ser cada vez mais importante. Que a gente tenha um grande resto de temporada, esperamos seguir assim e conquistar tudo que a gente puder", comenta Rodrygo, que acompanha de perto e quer repetir o sucesso do colega de clube:

Eu fico muito feliz pelo momento do Vini. Infelizmente, tem muita gente maldosa na internet e na vida que falou muitas besteiras dele, assim como já falaram de mim e de outros. Mas isso nunca entrou na nossa mente, a gente sabe do nosso potencial. E foi o que ele fez, não deu ouvido para ninguém, continuou trabalhando e sabendo que na hora certa as coisas iam acontecer. Graças a Deus têm acontecido para ele e a gente fica muito feliz, porque vê toda a dedicação. Assim é comigo também. Continuo trabalhando e me dedicando a cada dia e sei que meu momento está chegando dia após dia."

Imagens do treino desta quarta-feira (26) da seleção brasileira, em Quito

Meta é impressionar Tite até no bobinho

A posição de Rodrygo é hoje a mais concorrida na seleção brasileira.

Rodrygo - Soccrates Images/Getty Images - Soccrates Images/Getty Images
Vinicius Junior é substituído por Rodrygo em partida do Real Madrid no ano passado
Imagem: Soccrates Images/Getty Images

Os atuais titulares são Vinicius Júnior e Raphinha, mas Tite terá no banco de reservas Antony, Gabriel Jesus e o próprio ex-santista como opções. Outros convocados recentes da posição são Richarlison e Malcom, numa lista em que já foram lembrados por Tite nomes como Everton Cebolinha, Artur e Bruno Henrique. Isso tudo, é claro, desde que Neymar seja opção centralizado e não como ponta.

Para o caçula desta convocação, qualquer treino pode ser oportunidade de demonstrar capacidade de seguir nas convocações:

"Acho que sempre dá para fazer coisas diferentes, independente do treinamento. Se é um bobinho ou um coletivo, se você está se dedicando você mostra alguma coisa para o treinador. E é o que eu sempre procuro fazer nos treinamentos, dar meu máximo, me dedicar, porque de alguma forma o treinador vai estar vendo. A gente sabe que o tempo é curto, você chega e já tem que treinar os treinamentos focados no jogo, é um pouco mais complicado do que no clube, onde você tem mais tempo para mostrar. O treinamento da seleção acaba sendo nossos jogos no clube."

Seleção Brasileira