PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Flamengo 'deixa' Luso-Brasileiro e vai usar Raulino de Oliveira no Carioca

Torcedores do Flamengo acompanham a estreia do time no Carioca 2022, no Luso-Brasileiro, contra a Portuguesa - Jorge Rodrigues/AGIF
Torcedores do Flamengo acompanham a estreia do time no Carioca 2022, no Luso-Brasileiro, contra a Portuguesa Imagem: Jorge Rodrigues/AGIF

Alexandre Araújo e Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

27/01/2022 20h14

O Flamengo escolheu o Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, para mandar os jogos no restante do Campeonato Carioca. O Rubro-Negro, até então, utilizaria o Luso-Brasileiro, da Portuguesa-RJ, como foi na estreia, mas alguns pontos pesaram para a alteração no planejamento.

Ainda com uma equipe alternativa, o Fla começou o Estadual com vitória por 2 a 1 sobre a própria Lusa, na noite de ontem (27), quando mandou o duelo no estádio da Ilha do Governador. A informação sobre a mudança de planos foi publicada, primeiramente, pela "ESPN" e confirmada pelo UOL Esporte.

Porém, com a utilização dos jogadores principais prevista para acontecer a partir da quarta rodada da Taça Guanabara, no clássico com o Fluminense, e a entrada do técnico Paulo Sousa, que ontem assistiu de um dos camarotes, a diretoria imagina que o apelo dos jogos junto à torcida seja maior. Desta forma, buscou um local que pudesse abrigar mais pessoas na arquibancada.

Além disso, a condição do gramado não foi bem avaliada pelo clube da Gávea, e contribuiu para que o departamento de futebol estudasse um novo destino.

O Fla entrou em contato com a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), e o Raulino de Oliveira, inicialmente, será utilizado, inclusive, nos clássicos com Fluminense e Vasco. Vale ressaltar que o Maracanã passa por uma reforma no gramado e a previsão é que possa ser usado em março, apenas na reta final do Carioca.

O duelo com o rival tricolor seria em Brasília, mas um decreto do Governo do Distrito Federal impedindo público nos estádios fez com que o investidor que financiaria a partida na capital do país recuasse. O Rubro-Negro ainda buscou um Plano B, mas não foi à frente na ideia.

Flamengo