PUBLICIDADE
Topo

Corinthians embolsa 51% da renda de bilheteria da estreia no Paulistão

Jogadores do Corinthians entram no gramado da Neo Química Arena para o duelo diante da Ferroviária - Ettore Chiereguini/AGIF
Jogadores do Corinthians entram no gramado da Neo Química Arena para o duelo diante da Ferroviária Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

27/01/2022 21h11

A Federação Paulista de Futebol divulgou o boletim financeiro da partida entre Corinthians e Ferroviária, realizada na última terça (25), na Neo Química Arena. De acordo com o documento, o Timão embolsará R$ 674.429,10 dos R$ 1.307.561,00 arrecadados com a venda de quase 24 mil ingressos. A renda líquida corresponde a 51,6% do total faturado com a bilheteria.

Os maiores custos do clube com a realização da partida foram com o pagamento dos orientadores espalhados na parte interna e externa da Arena (R$ 101.275,00) e com a emissão dos ingressos e controles de acesso nas catracas do estádio (R$ 71.050,00). Como é protocolar em toda partida realizada em São Paulo, a FPF recebeu 5% da renda bruta (R$ 65.378,05), mesma quantia paga ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

O duelo com a Ferroviária, que terminou empatado sem gols, foi o primeiro do Corinthians em seu estádio nesta temporada. A tendência é de que o clube faça por volta de 35 partidas em casa ao longo de 2022, quando disputa além do Paulistão, a Copa do Brasil, o Brasileirão e a Copa Libertadores. No ano, o Timão projeta receber R$ 70,3 milhões com as receitas de bilheteria.

A próxima partida do Corinthians em Itaquera será na quarta-feira (2), contra o Santos, pela terceira rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista. A expectativa é de casa cheia por ser o primeiro clássico da temporada e também por apenas os torcedores do Timão terem acesso ao estádio.